Busca avançada
Ano de início
Entree

Repertório vegetal nos catálogos de plantas do início do século XX em São Paulo: os catálogos das firmas Estabelecimento Floricultura e Dierberger & Cia. (1924 a 1928)

Processo: 18/06798-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de agosto de 2018
Vigência (Término): 31 de julho de 2019
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Arquitetura e Urbanismo - Paisagismo
Pesquisador responsável:Marta Enokibara
Beneficiário:Lucas Tioda Antonini
Instituição-sede: Faculdade de Arquitetura, Artes e Comunicação (FAAC). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Bauru. Bauru , SP, Brasil
Assunto(s):Arquitetura paisagística   Plantas (identificação)   Catálogos   Repertório   Floricultura   Século XX   São Paulo

Resumo

O Estabelecimento Floricultura, fundado em 1893 pelo alemão Johann Dierberger (1859-1931), foi uma das firmas pioneiras existente na capital paulista destinada à produção e comércio de plantas, e ao projeto e execução de jardins. Essas atividades, incluindo a relação de plantas produzidas e comercializadas pela firma, eram divulgadas através de seus catálogos, constituindo um rico material para a compreensão do repertório vegetal produzido e distribuído. Nesse contexto, o objetivo da presente pesquisa visa analisar a estrutura dos catálogos, sua organização e conteúdo. O enfoque recai no estudo e comparação do repertório vegetal referente aos catálogos após o ingresso dos filhos João Dierberger Jr. e Reynaldo Dierberger na firma (1922), até o ano em que a firma passa a ser denominada Dierberger & Cia. (1927). O objetivo específico é dar continuidade aos "Ensaios de Catalogação", adotados como estratégia metodológica em pesquisas precedentes, originalmente inseridas no Projeto Temático FAPESP intitulado "Saberes eruditos e técnicos na configuração e reconfiguração do espaço urbano. Estado de São Paulo, séculos XIX e XX" (Processo 05/55338-0). Entre esses ensaios foi feita a catalogação das espécies distribuídas pelo governo paulista no período de 1909 a 1912, através do "Serviço de Distribuição de Mudas e Sementes" (SDMS), possibilitando, assim, estabelecer um universo comparativo entre essas espécies e as comercializadas pelas firmas Estabelecimento Floricultura e Dierberger & Cia. no início do século XX.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)