Busca avançada
Ano de início
Entree

Identificação de receptores olfativos de Diatraea saccharalis na interação inseto-fungo

Processo: 18/15795-2
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 13 de novembro de 2018
Vigência (Término): 12 de novembro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia
Pesquisador responsável:José Maurício Simões Bento
Beneficiário:Flávia Pereira Franco
Supervisor no Exterior: Walter Soares Leal
Instituição-sede: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Local de pesquisa : University of California, Davis (UC Davis), Estados Unidos  
Vinculado à bolsa:16/25634-0 - Identificação de receptores olfativos de Diatraea saccharalis na interação inseto-fungo, BP.PD
Assunto(s):Cana-de-açúcar   Diatraea saccharalis

Resumo

A colonização do colmo de cana-de-açúcar por fungos oportunistas, como Fusarium verticillioides e Colletotrichum falcatum, geralmente ocorre após o ataque de lagartas de Diatraea saccharalis (Lepidoptera: Crambidae). Nossos estudos anteriores têm mostrado uma importante interação sinérgica entre D. saccharalis e estes fungos em cana-de-açúcar. D. saccharalis parece criar um ambiente favorável ao desenvolvimento de C. falcatum na planta. A infecção por fungos na cana-de-açúcar é aumentada quando associada à lagarta. Além disso, ambos os fungos C. falcatum e F. verticillioides mostraram atrair e influenciar positivamente a alimentação de D. saccharalis devido à liberação de compostos orgânicos voláteis (COVs). Recentemente, realizamos o sequenciamento de RNA de nova geração da cabeça da lagarta de D. saccharalis, para encontrar sequências de receptores olfativos (RO) responsivos aos COVs fúngicos e selecionamos genes candidatos. Dessa forma, o objetivo deste projeto é identificar o RO de D. saccharalis responsivo a voláteis fúngicos. Para esta abordagem, identificaremos perfis de expressão de genes codificadores para receptores olfativos; realizaremos clonagem e expressão desses genes em oócitos de Xenopus laevis, para identificação e caracterização de receptores ativos responsivos a voláteis fúngicos pela técnica "Two-electrode voltage-clamp" (TEVC). Esse novo desafio decifrará outra etapa da complexa rede de interação planta-inseto-fungo e poderá revelar alvos importantes para o desenvolvimento de estratégias biotecnológicas para o controle de D. saccharalis.