Busca avançada
Ano de início
Entree

A transformação da fome: etnografia de uma categoria que institui realidade

Processo: 18/14476-0
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 01 de novembro de 2018
Vigência (Término): 31 de agosto de 2019
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Antropologia
Pesquisador responsável:Ronaldo Romulo Machado de Almeida
Beneficiário:Lis Furlani Blanco
Supervisor no Exterior: Nancy Scheper-Hughes
Instituição-sede: Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Local de pesquisa : University of California, Berkeley (UC Berkeley), Estados Unidos  
Vinculado à bolsa:16/07810-6 - Dar o peixe ensinando a pescar: uma etnografia da trajetória social do programa Fome Zero, BP.DR
Assunto(s):Fome   Antropologia médica   Antropologia política   Corpo

Resumo

Até o ano de 2010 não havia na Constituição Federal Brasileira o direito à alimentação básica. Esse processo de inclusão do direito à alimentação se deu em conjunto com diversas medidas do governo brasileiro desde 2003, sendo a principal delas o Programa Fome Zero. Quinze anos após sua criação, o programa ainda é tema de discussão, apesar de, atualmente, ter sido diluído em diversas políticas de segurança alimentar, e até mesmo distribuição e geração de renda. Nesse sentido, iniciei minha pesquisa de doutorado a partir da perspectiva de que o Fome Zero, apesar de ter como principal proposição acabar com a fome, pode ser considerado um marco das políticas sociais brasileiras. Assim, é objetivo geral desta pesquisa desenvolver uma etnografia da categoria de fome promulgada nas políticas públicas de Segurança Alimentar e Nutricional através da análise da trajetória deste programa.Desta forma, através dos conhecimentos tecnopolíticos inter-relacionados com a criação dessas políticas públicas, é objetivo deste estágio de pesquisa complexificar o entendimento de como a categoria de fome é instituída e nesse processo coloca em circulação importantes definições tais como a noção de direitos, assistência, vulnerabilidade, bem-estar social e do próprio Estado.O trabalho da antropóloga Nancy Scheper-Hughes sobre fome e a categoria de "nervos" no nordeste brasileiro é um marco em um tipo de etnografia que busca entender os objetos na prática e como seus significados estão em relação com a instituição de poder através de uma hierarquia na construção do conhecimento.Além desta pesquisadora, a Universidade de Califórnia, Berkeley é lar de muitos antropólogos renomados que trabalham na interface entre antropologia, medicina, saúde e política, pontos que se apresentam como discussões a serem melhor desenvolvidas em minha formação acadêmica, e que irão contribuir em muito com o projeto mais amplo de doutorado.