Busca avançada
Ano de início
Entree

Interação da comunidade microbiana e seu efeito na ciclagem do fósforo em solos nativos do Brasil e do Reino Unido

Processo: 18/14373-7
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 24 de setembro de 2018
Vigência (Término): 14 de setembro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Ciência do Solo
Pesquisador responsável:Fernando Dini Andreote
Beneficiário:Bruna Arruda
Supervisor no Exterior: David Leonard Jones
Instituição-sede: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Local de pesquisa : Bangor University, País de Gales  
Vinculado à bolsa:16/21596-7 - Interação entre a fertilização fosfatada e a diversidade microbiana do solo na colonização de plantas por fungos micorrízicos arbusculares, BP.DR
Assunto(s):Microbiologia   Fertilidade do solo   Microbiologia do solo   Fósforo   Fertilizantes   Brachiaria

Resumo

Em solos tropicais altamente intemperizados, o fósforo (P) não é amplamente disponível, e o fornecimento de P via fertilizante é necessária para satisfazer a demanda da planta. Em contraste, em solos temperados, a adsorção de P é reduzida e este está mais disponível para as plantas. Em geral, a comunidade microbiana do solo pode interagir de várias maneiras (tanto negativa quanto positivamente) com plantas para alterar o ciclo do P e sua disponibilidade na rizosfera. Assim, otimizar a entrada de P via fertilizantes juntamente com a seleção de atividade microbiana na rizosfera afetará substancialmente a fertilidade do solo. O objetivo deste projeto é compreender a dinâmica de diferentes comunidades microbianas do solo e o aporte de P através da absorção de plantas em solos tropicais e temperados contrastantes. O experimento será conduzido em uma instalação de clima controlado com três solos do Brasil e três solos do Reino Unido considerando condições de vegetação nativa. Serão utilizados três tratamentos contrastantes de diversidade microbiana: i) comunidade microbiana natural; ii) comunidade microbiana natural submetida a um método de extinção diversa, utilizando aquecimento do solo a 80ºC por uma hora; e iii) comunidade microbiana natural inoculada com fungos endofíticos. Após 20 dias de restabelecimento da comunidade microbiana nestes solos, será aplicado fertilizante marcado com 33P (superfosfato triplo; SFT), e plantas pré-germinadas de Brachiaria humidicola serão transplantadas para o solo. O experimento será colhido 30 dias após, com amostragem de solo, parte aérea e de raiz e análise de fracionamento de 33P no sistema solo-planta. Como resultados esperamos: i) parte do 33P aplicado como SFT será imobilizado pela biomassa microbiana e se tornará um reservatório temporário, principalmente em solos tropicais sob maior diversidade microbiana em comparação à baixa diversidade; ii) os solos tropicais podem ter uma forte dependência da comunidade microbiana para uma absorção adequada das plantas em comparação com os solos temperados, mesmo sob a aplicação de P; e iii) a adição de novos fungos endofíticos aumentará a absorção de P pelas plantas. (AU)