Busca avançada
Ano de início
Entree

O papel das vesículas extracelulares na comunicação intercelular em complexos cumulus-oócitos bovinos durante a maturação in vitro

Processo: 18/14869-2
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Mestrado
Vigência (Início): 31 de outubro de 2018
Vigência (Término): 26 de fevereiro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Reprodução Animal
Pesquisador responsável:Juliano Coelho da Silveira
Beneficiário:Ana Clara Faquineli Cavalcante Mendes de Ávila
Supervisor no Exterior: Claude Robert
Instituição-sede: Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos (FZEA). Universidade de São Paulo (USP). Pirassununga , SP, Brasil
Local de pesquisa : Université Laval, Canadá  
Vinculado à bolsa:17/02037-0 - Descrição de um novo mecanismo de comunicação celular entre células do sistema reprodutivo feminino e oócito mediado por vesículas extracelulares e seus impactos na maturação de oócitos, fertilização e a clivagem de embriões bovinos, BP.MS
Assunto(s):Maturação in vitro   Vesículas extracelulares   Bovinos   Transporte de RNA   Oócitos

Resumo

Técnicas de reprodução assistida (TRA) são alternativas para infertilidade e para aumentar a produção de animais domésticos. Apesar destas técnicas serem amplamente utilizadas, elas podem causar consequências negativas desde a gestação inicial até a vida adulta. Tentativas de mimetizar o ambiente in vivo são aplicadas para melhorar problemas causados pelas TRAs. Vesículas extracelulares (VEs) secretadas por células são importantes alvos de estudo devido suas funções na comunicação intercelular. Estas VEs estão presentes em diferentes fluidos corporais e possuem material bioativo, como RNAs e proteínas. Demonstrou-se que VEs possuem importante papel durante a maturação in vitro de oócitos e o desenvolvimento embrionário. Porém, o mecanismo de comunicação mediado por VEs em complexos cumulus-oócitos (CCOs) ainda é pouco esclarecida. Desta forma, a hipótese deste estudo é que VEs pequenas secretadas no fluido folicular podem ser internalizada por células do cumulus e transportadas ao ooplasma via projeções transzonais (TZPs), influenciando o acumulo de RNA no oócito. O objetivo deste estudo é investigar a relação entre VEs pequenas do fluido folicular e CCOs durante a maturação in vitro, bem como o impacto deste trânsito no acumulo de RNA em oócitos. Para isto, VEs pequenas serão isoladas de fluido folicular bovino, coradas com corante de membrana e suplementadas ao meio de maturação para determinar o transito intercelular a partir de imagens de microscopia ao vivo. Ademais, os CCOs suplementados com VEs pequenas serão coletados em 0, 2 e 4 horas de maturação in vitro. O RNA total e os filamentos de actina serão corados para quantificar o RNA localizado nas TZPs e no ooplasma utilizando microscopia confocal. Em conclusão, este estudo irá descrever um importante mecanismo de comunicação intercelular mediado por VEs durante a maturação oocitária e sua influência no transporte de RNA.