Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento de estratégias de implementação do novo programa de ações da OMS para tratamento de hemorragia pós-parto

Processo: 18/06325-2
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Pesquisa
Vigência (Início): 15 de agosto de 2018
Vigência (Término): 14 de agosto de 2019
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Saúde Materno-infantil
Pesquisador responsável:Anderson Pinheiro
Beneficiário:Anderson Pinheiro
Anfitrião: Thomas Burke
Instituição-sede: Centro de Atenção Integral à Saúde da Mulher (CAISM). Hospital da Mulher Professor Doutor José Aristodemo Pinotti. Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Local de pesquisa: Harvard University, Estados Unidos  
Assunto(s):Hemorragia pós-parto   Obstetrícia   Tratamento de emergência

Resumo

Introdução: Hemorragia pós-parto (HPP) é a principal causa de mortalidade materna no mundo. A redução da mortalidade materna é uma preocupação mundial e faz parte dos objetivos do desenvolvimento sustentável (ODS). Reduzir mortes maternas no mundo implica na redução da mortalidade por hemorragia, sua principal causa. Apesar das medidas para tratamento de hemorragia pós-parto serem bem estabelecidas e terem demonstrado eficácia, há uma preocupação mundial com a real utilização dessas ferramentas para que o objetivo final, que é diminuir o número de mortes por hemorragia pós-parto, seja alcançado. A OMS juntamente com os principais especialistas em hemorragia pós-parto criaram em dezembro de 2017 o "PPH Bundle" o qual é composto por um conjunto de recomendações baseadas em evidência visando a diminuição de mortes e incapacidades decorrentes de HPP em ambientes com recursos financeiros limitados. Objetivo: Criar um protocolo adaptado, implementar, e avaliar a efetividade de um pacote para tratamento de HPP. Métodos: Trata-se da implementação do "PPH Bundle" adaptado em dois países (provavelmente Quenia e Índia) a ser desenvolvida pela Universidade de Harvard em parceria com a Organização Mundial de Saúde e Fundação Bill & Melinda Gates (BMGF). Inicialmente será realizada uma análise de estrangulamento do sistema de saúde dos países envolvidos para identificar as lacunas atuais nos serviços, políticas, cadeia de suprimentos, disponibilidade de commodities, financiamento, gerenciamento de dados, etc. Em estreita colaboração com o Ministério da Saúde e as principais partes interessadas, será desenvolvido um plano preliminar para a introdução do pacote, levando em consideração os estrangulamentos do sistema de saúde e a sustentabilidade local. Em seguida, será desenvolvido um plano estratégico para a entrada em campo em que será apresentado o "PPH Bundle" para o contexto local. Nesse momento será desenvolvido um programa aprofundado de abordagem da HPP em conjunto com iniciativas locais, aperfeiçoando programas locais já existentes. Para esse momento será utilizado o pacote de treinamento utilizado no estudo "ESM-UBT" (estudo já realizado pela equipe de Harvard nos países envolvidos) para a implementação do "PPH Bundle". Esse pacote de treinamento utiliza estratégias de transmissão de informação com flipchart de treino, listas de verificação, gráficos e outros materiais de treinamento. Serão desenvolvidas ações de treinamento das equipes para utilização de protocolos, diagnóstico e técnicas de tratamento de HPP além de estimular o desenvolvimento de habilidades tais como liderança e trabalho em equipe, comportamento de otimização e desempenho, prestação de contas e garantia de qualidade, integração vertical do sistema de saúde e cadeia de suprimento de insumos. Após o treinamento será realizado um estudo piloto de maneira a se obter um feedback dos países sobre a introdução do pacote. Serão avaliados nesta fase a aceitabilidade, possibilidade de adoção do conteúdo, adequação, viabilidade e fidelidade ao conteúdo passado através de uma metodologia mista envolvendo avaliações quantitativas e qualitativas, além de avaliar o interesse político.