Busca avançada
Ano de início
Entree

Impacto da exposição materna ao perclorato durante a gestação sobre a atividade do eixo hipotálamo-hipófise-tireoide materno e da prole durante vida adulta

Processo: 18/14778-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de agosto de 2018
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Pesquisador responsável:Caroline Serrano Do Nascimento
Beneficiário:Guilherme Henrique
Instituição-sede: Instituto Israelita de Ensino e Pesquisa Albert Einstein (IIEPAE). Sociedade Beneficente Israelita Brasileira Albert Einstein (SBIBAE). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:16/18517-8 - Disruptores endócrinos vs. tireoide: uma abordagem epigenética sobre o desenvolvimento, diferenciação e função de tireócitos e suas repercussões no organismo, AP.JP
Assunto(s):Fisiologia endócrina   Epigênese genética   Exposição materna   Gravidez   Sistema hipotálamo-hipofisário   Expressão gênica   Glândula tireoide   Mecanismos moleculares   Íons

Resumo

O perclorato é um íon inorgânico altamente presente em águas de irrigação, solo e alimentos. Dada a similaridade de tamanho e carga entre este ânion e o iodeto, o perclorato é um conhecido inibidor da captação de iodeto mediada pelo co-transportador sódio-iodeto (NIS) em tireócitos. Os efeitos nocivos do perclorato sobre a função tireoidiana são especialmente relatados em populações com aporte deficiente de iodo na dieta. Já os efeitos deletérios do perclorato sobre a função tireoidiana materna ainda são controversos. Ainda assim, sugere-se que a tireoide fetal seja mais susceptível à ação inibitória deste ânion. Dada a importância da função tireoidiana materna para o desenvolvimento e maturação do feto/recém-nascido, bem como do período intrauterino para a programação de genes e doenças na vida adulta através de mecanismos epigenéticos, o principal objetivo do presente estudo será investigar as consequências e os mecanismos moleculares desencadeados pela exposição materna ao perclorato durante a gestação sobre a função tireoidiana materna e sobre a função do eixo hipotálamo-hipófise-tireoide (HHT) de sua prole durante a vida adulta. Para tanto, ratas prenhes serão ou não (grupo controle) tratadas com água suplementada com perclorato de sódio (0,2 ou 1 mg/L) durante a gestação. Após o nascimento dos filhotes, as ratas lactantes serão mantidas com ração padrão e água ad libitum. Ao final da lactação, os filhotes serão separados das mães e continuarão recebendo ração padrão e água ad libitum até atingirem a idade adulta. O hipotálamo, hipófise e tireoide das mães (ao final da lactação) e de seus filhotes (PND90) serão utilizados em ensaios de análise da expressão de genes e de proteínas envolvidos com a atividade do eixo HHT. Se modificações significativas da expressão gênica forem observadas, estudos adicionais serão realizados para avaliar se a exposição materna ao perclorato programa a expressão gênica da tireoide da prole através de mecanismos epigenéticos, como metilação de DNA e alterações pós-traducionais de histonas. Este estudo adicionará novos dados na literatura sobre as bases moleculares envolvidas na regulação da função e na programação do eixo hipotálamo-hipófise-tireoide pelo perclorato em um período crítico do desenvolvimento (gestação).