Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise da presença de Zika vírus em amostras de soro de pacientes sintomáticos na região de Mirassol - SP

Processo: 18/08726-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de setembro de 2018
Vigência (Término): 31 de agosto de 2019
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Molecular e de Microorganismos
Pesquisador responsável:Marilia de Freitas Calmon
Beneficiário:Bianca Lara Venâncio de Godoy
Instituição-sede: Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas (IBILCE). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de São José do Rio Preto. São José do Rio Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Virologia   Epidemiologia   Urina   Vírus Zika   Soro   Reação em cadeia da polimerase em tempo real   Técnicas e procedimentos diagnósticos

Resumo

Arbovírus (Arthropod-borne virus) são vírus transmitidos por artrópodes e apresentam parte do seu ciclo replicativo nos insetos. A maioria desses vírus que causam doenças em humanos são dos gêneros Alphavirus (família Togaviridae) e Flavivirus (família Flaviviridae). O vírus Zika (ZIKV) pertence ao gênero Flavivirus. Sua transmissão ocorre principalmente por mosquitos hematófagos, principalmente aqueles pertencentes aos gêneros Culex e Aedes. O período de incubação do ZIKV varia entre 3 a 12 dias após a picada do mosquito infectado. Os principais sintomas são febre baixa, erupções cutâneas, conjuntivite, dores nos músculos e nas articulações, mal-estar ou dor de cabeça. O Brasil, por ser um país predominantemente tropical proporciona um ambiente favorável para o desenvolvimento dos vetores e, consequentemente, ocorrência de arboviroses. Estima-se que a primeira evidência de ZIKV no Brasil ocorreu em fevereiro de 2014. A infecção pelo ZIKV foi declarada como emergência em Saúde Pública de importância Nacional devido aos casos de microcefalias no Brasil. Do início de 2018 até o dia 09 de junho, foram registrados 4.571 casos prováveis de febre pelo ZIKV no país, sendo apenas 36,6% confirmados. Ainda, os meios de diagnóstico e a vigilância dessa virose são dificultados devido aos sintomas semelhantes a outras patologias e a ampla reação cruzada em testes imunológicos. O diagnóstico em pacientes sintomáticos é indispensável, uma vez que ao confirmar a patologia, também oferece um prognóstico correto. Assim, o objetivo desse projeto é diagnosticar a presença do ZIKV, pela identificação de ácido nucleico desse vírus através de PCR em tempo real (RT-PCR), em amostras de soro e urina de pacientes sintomáticos da região de Mirassol-SP.