Busca avançada
Ano de início
Entree

Estratégias funcionais de árvores da Caatinga: uma abordagem hidráulica

Processo: 17/21742-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2018
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia
Pesquisador responsável:Tomas Ferreira Domingues
Beneficiário:Luiza Helena Menezes Cosme
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Xilema   Densidade da madeira   Comunidades vegetais   Biogeografia   Dendrocronologia

Resumo

A Caatinga é o bioma do semiárido brasileiro que apresenta uma expressiva diversidade de plantas, cuja vegetação é adaptada às severas secas e condições climáticas adversas que ocorrem sazonalmente na região. É uma das áreas menos estudadas e menos protegidas das regiões naturais brasileiras e vem passando por um extenso processo de exploração e uso insustentável de seus recursos naturais. Além disso, a região apresenta um regime de precipitação escasso e irregular associado com uma demanda evaporativa regularmente elevada. Esses fatores influenciam diversos processos fisiológicos nas plantas e agregam complexidade ao conjunto de estratégias funcionais viáveis às condições hidro-edáficas locais. O objetivo desse estudo é compreender as estratégias hidráulicas das principais espécies de árvores da Caatinga utilizando novos dados de atributos funcionais e avaliar a vulnerabilidade das espécies à seca no intuito de gerar conhecimentos necessários para explicar o padrão de distribuição espacial das espécies. Desenvolverei este estudo em 3 áreas florestais localizadas no estado de Pernambuco dentro dos domínios do bioma Caatinga. Medirei altura máxima (H), a área foliar específica (SLA), a condutividade estomática (gs), a condutividade específica do xilema (Ks), a vulnerabilidade à seca (P50), o diâmetro e densidade dos vasos do xilema (Dmh e VD), a densidade da madeira (WSG) e a razão entre área foliar: área de xilema ativo (La: Sa). Determinarei os principais trade-offs entre os atributos funcionais hidráulicos de espécies de árvores da Caatinga e avaliarei a variabilidade inter e intra-específica dentro das espécies pertencentes as famílias mais abundantes da região. Analisarei as séries históricas de seca através dos anéis radiais de crescimento no caule e utilizarei modelos estatísticos para auxiliar a compreensão da distribuição espacial das espécies através dos dados de atributos funcionais hidráulicos. Assim, conseguirei ampliar o conhecimento sobre as estratégias funcionais de espécies da Caatinga, contribuindo para previsões futuras dos padrões de distribuição de espécies em um cenário de mudanças climáticas.