Busca avançada
Ano de início
Entree

Influência do uso e ocupação do solo na conservação das áreas de preservação permanente da bacia do Alto Xingu - MT

Processo: 18/09871-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2018
Vigência (Término): 29 de fevereiro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia - Ecologia Aplicada
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Maria Victoria Ramos Ballester
Beneficiário:Mayra de Freitas Preto
Instituição-sede: Centro de Energia Nuclear na Agricultura (CENA). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Assunto(s):Legislação ambiental   Uso do solo   Ecologia da paisagem   Amazônia

Resumo

Nas últimas décadas, a expansão e intensificação do agronegócio no Brasil vêm promovendo uma rápida mudança no uso e ocupação do solo na fronteira agrícola da Amazônia, a qual tem sido acompanhada por crescentes taxas de desmatamento e impactos ambientais. Localizada no estado com uma das maiores taxas de desmatamento e produção agrícola e pecuária, a bacia do Alto Xingu/MT é hoje palco de grandes disputas entre os setores conservacionistas e agrários, sendo uma das bacias amazônicas mais ameaçadas pelas mudanças no uso do solo. Apesar de legalmente protegidas como Áreas de Preservação Permanente (APPs), as zonas ripárias presentes nessa região estão sob constante pressão antrópica, e os esforços governamentais para sua conservação têm sido questionados. Os impactos decorrentes da remoção da vegetação ripária ameaçam não somente suas funções ecológicas como também a segurança hídrica. Considerando a crescente pressão agrária sobre a região e a escassez de dados recentes e específicos, este trabalho objetiva a análise de passivos ambientais em APPs localizadas em propriedades rurais na bacia do Alto Xingu, identificando possíveis influências dos padrões de uso e ocupação do solo da região sobre estas áreas de proteção. Para isso, as APPs serão avaliadas através de técnicas de geoprocessamento para determinar déficits na vegetação, tipos de uso do solo, estrutura e padrões espaciais da paisagem. Os papéis desempenhados pela criação de gado em pastagens e pelo cultivo de soja, que representam as duas principais atividades econômicas da região, bem como pela estrutura fundiária, serão analisados e comparados. A influência da legislação ambiental e do conjunto de políticas públicas referentes a estas áreas de proteção e atuantes em nível regional também estarão sob investigação.