Busca avançada
Ano de início
Entree

Espectroscopia terrestre, orbital e relevo mediadas pelo sistema Random Forest Kriging no mapeamento de solos via pedo-transferência do Estado de São Paulo

Processo: 18/12678-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2018
Vigência (Término): 30 de abril de 2020
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Ciência do Solo
Pesquisador responsável:José Alexandre Melo Demattê
Beneficiário:Benito Roberto Bonfatti
Instituição-sede: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:14/22262-0 - Geotecnologias no mapeamento digital pedológico detalhado e biblioteca espectral de solos do Brasil: desenvolvimento e aplicações, AP.TEM
Assunto(s):Sensoriamento remoto   Espectroscopia

Resumo

O presente projeto tem como meta principal realizar um mapa de solos das áreas agrícolas do Estado de São Paulo por técnicas de sensoriamento remoto associadas a relevo e a geoestatística random Forest kriging. O nível do mapa será avaliado de acordo com a assertividade final, pois não está normatizada a densidade de amostragem para níveis de detalhe quando se utilizam métodos digitais. A princípio, espera-se atingir o nível semi-detalhado. Serão organizados bancos de dados do estado com locais conhecidos de classes de solos (mapas pré-existentes), locais georreferenciados com analises de solos e respectivos espectros de reflectância da superfície e subsuperfície, mapas geológicos e geomorfológicos, imagens de satélite com solo exposto, imagens de aéreas gamaespectrométricas, modelos numéricos de elevação, dados de relevo (altitude, forma, declividade, curvaturas) e rede de drenagem. Baseado nas informações pontuais conhecidas (onde se tem o nome do solo) com as respectivas características, será replicado em todo o estado os pixels com informações semelhantes através do sistema Random Forest Kriging, perfazendo um mapa de solos por pedotransferência. A validação será realizada em incursões de campo. Obter-se á um produto final mapa de solos cujo nível será avaliado quanto ao grau de assertividade. Cientificamente, obter-se-á vários produtos que poderão ser comparados quando a sua eficácia e limitações no desenvolvimento de um mapa de solos ao nível digital em grandes áreas.