Busca avançada
Ano de início
Entree

Glicosaminoglicanos e manganês influenciam o desempenho zootécnico e características de carcaça, carne e ossos em frangos de corte.

Processo: 18/09012-5
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2018
Vigência (Término): 09 de janeiro de 2022
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Zootecnia - Produção Animal
Pesquisador responsável:Angélica Simone Cravo Pereira
Beneficiário:Julian Andres Munoz
Instituição Sede: Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos (FZEA). Universidade de São Paulo (USP). Pirassununga , SP, Brasil
Assunto(s):Qualidade da carne   Aves   Metabolômica   Eficiência   Doenças musculares
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Aves | desempenho | Metabolomica | miopatia | qualidade de carne | Sulfato de condroitina | Qualidade de Carne

Resumo

A produção avícola apresenta altos índices produtivos, no entanto, tem-se observado dificuldades que estão representando grandes perdas econômicas para a indústria, no que se refere às miopatias e os distúrbios na estrutura óssea das aves, anormalidades que podem estar associadas com deficiências no tecido conjuntivo, comprometendo nas células musculares o fornecimento de nutrientes e a remoção dos metabólitos ocasionando distúrbios iônicos. Pretende-se estudar o efeito da suplementação de GAGs (sulfato de condroitina) e manganês na dieta de frangos de corte devido a sua importância na matriz óssea, e assim, determinar como estes elementos influenciam as características produtivas, na qualidade de carne e óssea, além de identificar as diferenças entre a dieta que recebeu suplementação e a dieta controle por meio da metabolômica. Serão utilizados 1152 pintos de corte machos da linhagem Cobb, alojados por 49 dias e distribuídos em DIC, sob esquema fatorial 4x3, sendo os fatores: quatro doses de sulfato de condroitina (0,00; 0,06; 0,12 e 0,18%) e três doses de manganês (0, 40 e 80 mg/kg), totalizando 12 tratamentos de oito repetições com 12 aves cada. As aves serão pesadas semanalmente e calculado o peso corporal, ganho de peso, consumo de ração, conversão alimentar, viabilidade criatória e o índice de eficiência produtiva. Aos 49 dias de idade, serão abatidas duas aves por unidade experimental e realizada a análise macroscópica dos peitos na desossa para identificar a presença da miopatia "white striping". Em seguida, serão colhidas 5 g de amostra do músculo peitoralis maior e armazenadas a - 80ºC até processamento para análise comparativa entre as amostras pela analise metabolômica. Será calculado o rendimento de carcaça e cortes comerciais: peito, coxas, sobrecoxas e asas. Será avaliada a qualidade da carne nos peitos por meio da determinação do pH, cor, medidas físicas (comprimento, altura e largura do peito), perda de peso por cozimento, força de cisalhamento, composição centesimal, colágeno total, e perfil de ácidos graxos. Para a qualidade de osso das tíbias será realizada a análise macroscópica do osso, índice Seedor, densidade óssea, resistência óssea, perfil mineral e avaliação histopatológica da cartilagem articular.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)