Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo da influência da proteina corona na interação e internalização de nanopartículas de sílica em células humanas: do imageamento bidimensional ao tridimensional

Processo: 18/09555-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2018
Vigência (Término): 31 de julho de 2021
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Físico-química
Pesquisador responsável:Mateus Borba Cardoso
Beneficiário:Flávia Elisa Galdino
Instituição-sede: Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM). Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (Brasil). Campinas, SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:15/25406-5 - Organizando a matéria: colóides formados por associação de surfactantes, polímeros e nanopartículas, AP.TEM
Assunto(s):Coroa de proteína   Nanopartículas   Dióxido de silício   Sistemas de transporte de aminoácidos neutros   Microscopia eletrônica de transmissão   Tomografia computadorizada por raios X

Resumo

O fenômeno conhecido como protein corona é caracterizado pela adsorção espontânea e inespecífica de proteínas na superfície de nanopartículas. Essa camada de proteínas adsorvida tem uma grande influência sobre a ação e eficiência dos nanomateriais aplicados na Nanomedicina. Dentre as estratégias para evitar a ocorrência desse fenômeno está a funcionalização da superfície das partículas com grupos zwitteriônicos. Entretanto, para aplicar essas nanopartículas em terapias e diagnósticos é necessário, primeiramente, entender profundamente a interação e internalização delas em células. Em vista disso, a motivação deste projeto é estudar a interação e internalização de nanopartículas de sílica (SiO2NPs) em células humanas. Para isso, nanopartículas que induzam a formação de protein corona e nanopartículas funcionalizadas com compostos zwitteriônicos (ausência de protein corona) serão analisadas. Dentre os estudos a serem realizados neste projeto, destaca-se uma caracterização minuciosa da espessura e morfologia da protein corona, efetuada por cryo-microscopia eletrônica de transmissão. Além disso, técnicas de microscopia de transmissão e de tomografia de raios X permitirão ter uma visão completa e fundamental dos processos de internalização e localização de nanopartículas em células humanas tanto em 2-D como em 3-D, respectivamente. (AU)