Busca avançada
Ano de início
Entree

Produção de anticorpo policlonal para detecção de ranavírus

Processo: 18/13420-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de agosto de 2018
Vigência (Término): 31 de outubro de 2018
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Medicina Veterinária Preventiva
Pesquisador responsável:Sabrina Ribeiro de Almeida Queiroz
Beneficiário:Andrea Vasquez Garcia
Empresa:Dizoo Serviços de Atividades Veterinárias Eireli - ME
Vinculado ao auxílio:16/21357-2 - Desenvolvimento de teste imunocromatográfico "dipstick" para detecção direta de ranavírus, AP.PIPE
Assunto(s):Imunocromatografia   Ranavirus   Iridoviridae   Anticorpos policlonais   Técnicas e procedimentos diagnósticos

Resumo

A família Iridoviridae, com destaque para os ranavírus, têm sido responsável por epizootias de grandes impactos ecológicos e econômicos em peixes e anfíbios de importância na aquicultura de várias partes do mundo, incluindo o Brasil. Os métodos diagnósticos disponíveis atualmente, embora sejam muito efetivos na detecção de ranavirose, os resultados não são imediatos e requerem treinamento especializado e equipamentos para seu desempenho adequado. Diante disso, o objetivo deste plano de atividades é produzir um anticorpo policlonal para ser utilizado em teste de detecção de ranavírus. Para tanto, a metodologia aplicada consistirá de clonagem e expressão do gene que codifica a proteína MCP de uma estirpe brasileira de ranavírus (FV3like) e imunização de coelhos para produção de anticorpo policlonal anti-MCP. O gene MCP-FV3like será amplificado por PCR e clonado em vetor de expressão Champion" pET SUMO Protein Expression System (Thermo-Fisher, Invitrogen, EUA). Após indução da expressão gênica, a proteína recombinante MCP-FV3like será purificada em coluna de níquel e injetada em coelho a fim de induzir a produção de anticorpo policlonal. Acredita-se que um anticorpo policlonal específico para a proteína MCP de uma estirpe brasileira de ranavírus irá promover o aumento de detecção desses vírus em peixes e anfíbios no país, podendo ser aplicado em diferentes técnicas de diagnóstico viral.