Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento de processos contínuos para produção de microcápsulas de oleoresina de gengibre (Zingiber officinale Roscoe) por coacervação complexa: atomização e emulsificação por membrana

Processo: 18/16976-0
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado Direto
Vigência (Início): 01 de outubro de 2018
Vigência (Término): 30 de setembro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Ciência e Tecnologia de Alimentos - Engenharia de Alimentos
Pesquisador responsável:Vânia Regina Nicoletti Telis
Beneficiário:Sungil Ferreira
Supervisor no Exterior: Marijana Dragosavac
Instituição-sede: Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas (IBILCE). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de São José do Rio Preto. São José do Rio Preto , SP, Brasil
Local de pesquisa : Loughborough University, Inglaterra  
Vinculado à bolsa:15/23290-0 - Desenvolvimento de processos contínuos para produção de microcápsulas de oleoresina de gengibre (Zingiber officinale Roscoe) por coacervação complexa: atomização e emulsificação por membrana, BP.DD
Assunto(s):Atomização   Membranas   Microencapsulação   Coacervação complexa

Resumo

Microencapsulação consiste em proteger um material de maior valor agregado com um ou mais polímeros, formando partículas de dimensões micrométricas e buscando garantir que o material encapsulado mantenha suas propriedades funcionais durante e após o processamento e armazenamento. A coacervação complexa é uma das principais e mais estudadas técnicas de microencapsulação, todavia poucos trabalhos foram desenvolvidos em busca de alternativas que permitam sua realização em processos contínuos. A adaptação do processo de coacervação complexa para que este possa ser operado em regime permanente permitiria torná-lo mais sustentável e eficiente, principalmente se a reciclagem do meio de coacervação mostrar-se viável. Ademais, a formação das emulsões é um fator crítico do ponto de vista energético no processo de microencapsulação, já que os principais métodos de emulsificação usados atualmente requerem alta quantidade de energia. Sob tais considerações, este projeto tem por objetivo desenvolver e comparar duas configurações de processo para a microencapsulação de oleoresina de gengibre (Zingiber officinale Roscoe) por coacervação complexa, as quais sejam passíveis de operação contínua. Na primeira proposta, emulsões de oleoresina em soluções de gelatina serão atomizadas sobre soluções de goma arábica para formação de coacervados. Na segunda proposta, a emulsão será submetida a um sistema de membranas vibratórias ou pulsantes, de modo que as micelas resultantes escoem em fluxo cruzado com a solução de goma arábica, favorecendo a coacervação. Ainda, será avaliado o efeito do método de formação da emulsão nos processos de encapsulação propostos: a emulsificação por membranas, uma alternativa de baixo consumo de energia, será comparada com emulsificação por ultrassom e a alta pressão, métodos convencionais e de alto consumo energético. Com o propósito de obter microcápsulas mais uniformes e com melhores propriedades de barreira, será avaliado o uso de genipina (Genipa americana) - composto que pode ser extraído do jenipapo presente na flora brasileira - como agente reticulante.