Busca avançada
Ano de início
Entree

Metabolômica do fluido ruminal associada à dieta e impacto ambiental de bovinos Nelore

Processo: 17/26537-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2018
Vigência (Término): 31 de agosto de 2020
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Zootecnia - Genética e Melhoramento dos Animais Domésticos
Pesquisador responsável:Luciana Correia de Almeida Regitano
Beneficiário:Jessica Moraes Malheiros
Instituição-sede: Pecuária Sudeste. Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA). Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Brasil). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Metabólitos   Bos taurus indicus   Microbiota

Resumo

A produção de bovinos de corte no Brasil permitiu que o país ocupasse uma posição de destaque no comércio mundial de carne, e possibilitou o crescente número de animais confinados no território nacional. Apesar disso, o custo da alimentação representa a maior quantia investida na composição das dietas nos confinamentos. Desta forma, os subprodutos da agroindústria, juntamente com a eficiência alimentar, emissão de gases do efeito estufa e pegada hídrica, podem ser alternativas para a nutrição e seleção de bovinos de corte. Neste contexto, o presente projeto objetiva estudar o perfil dos metabólitos do fluído ruminal e fezes de bovinos de corte que receberam distintas dietas, no intuito de compreender como a alimentação afeta o metabolismo do rúmen e as características fenotípicas relacionadas ao impacto ambiental. Para tanto, serão utilizadas amostras de fluído ruminal e fezes provenientes de 50 animais da raça Nelore (Bos indicus), machos não castrados, submetidos a distintas intervenções nutricionais (convencional e subproduto). Serão utilizados diferentes métodos de extração dos metabólitos polares e não polares, no intuito de padronizar as metodologias de Espectroscopia de Ressonância Magnética Nuclear (1H RMN) e Cromatografia Gasosa acoplada ao Espectrômetro de Massas (GC-MS). Os dados obtidos serão analisados por meio de estatística uni e multivariada para a identificação dos metabólitos diferencialmente expressos. Posteriormente, serão avaliadas as vias metabólicas potenciais para compreender os mecanismos envolvidos na emissão de metano e pegada hídrica, bem como sua relação com a composição da microbiota. Deste modo, o presente projeto utilizará novas tecnologias que podem resultar na identificação de biomarcadores, passíveis de utilização em experimentos de melhoramento animal em bovinos de corte, contribuindo para o agronegócio nacional, a agroindústria e o conhecimento científico.