Busca avançada
Ano de início
Entree

Sistemática e distribuição de mixosporídeos em Potamotrygonidae (Elasmobranchii, Myliobatiformes) nas Bacias Amazônica, platina e Parnaíba

Processo: 17/16546-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2018
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Recursos Pesqueiros e Engenharia de Pesca - Recursos Pesqueiros de Águas Interiores
Pesquisador responsável:Edson Aparecido Adriano
Beneficiário:Maria Isabel Muller
Instituição-sede: Instituto de Ciências Ambientais, Químicas e Farmacêuticas (ICAQF). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus Diadema. Diadema , SP, Brasil
Assunto(s):Água doce   Raias   Myxozoa

Resumo

A família Potamotrygonidae é a única dentro da Classe Chondrichthyes considerada exclusivamente de água doce e ocorrem na maioria das bacias que possuem drenagem para o oceano Atlântico, como as bacias dos rios Amazônas-Orinoco, Paraguaio-Paraná, Uruguaio e Parnaíba, no Nordeste brasileiro. Myxozoa são cnidários parasitos obrigatórios que se dividem em duas classes: Malacosporea e Myxosporea. Os Myxosporea incluem cerca de 2.400 espécies, são parasitas de peixes, na sua grande maioria, encontrados tanto em água doce como marinha. Contudo existem apenas cerca de 130 relatos de mixosporídeos em elasmobrânquios em todo o mundo. A taxonomia dos Myxozoa é feita tradicionalmente através de estudos morfológicos e moleculares. Estudos moleculares filogenéticos para este grupo de parasito, utilizam amplamente os genes ribossomais, principalmente o SSU rDNA (18S), e muitas vezes esses genes se mostram incipientes no que se refere à resolução de relacionamentos do grupo. Com isso existe a necessidade de testar novas abordagens, como por exemplo, a filogenômica utilizando Elementos Ultraconservados (UCEs - Ultra Conserved Elements). Marcadores ultraconservados têm sido amplamente utilizados na sistemática e filogeografia de vertebrados, e mais recentemente de invertebrados, e têm se mostrado uma oportunidade de obtenção de datasets subgenômicos capazes de proporcionar inferências de resolução mais altas do que aquelas resultantes de datasets de poucos marcadores obtidos com metodologia Sanger. O presente trabalho tem como objetivo estudar a sistemática, biodiversidade e distribuição de mixosporídeos encontrados em raias da família Potamotrygonidae capturadas nos rios Tapajós/Amazonas no município de Santarém, Estado do Pará, rio Parnaíba no município de Teresina, Estado do Piauí e no rio Miranda no município de Corumbá, Estado do Mato Grosso do Sul. Para o Estudo, serão desenvolvidas análises morfológicas a partir de microscopia de luz e eletrônica, análises moleculares utilizando marcadores ribossomais tradicionais (18S e ITS) e, de forma inovadora, o sequenciamento de nova geração utilizando UCEs. Os resultados obtidos nos sequenciamentos serão utilizados em análises filogenéticas visando identificar as relações filogenéticas dos mixosporídeos parasitos de Potamotrygonidae com aqueles de outros parasitos de elasmobrânquios, bem como no contexto evolutivo geral deste grupo.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
PELEGRINI, LARISSA SBEGHEN; GIAO, THAYANA; MIRANDOLA DIAS VIEIRA, DIEGO HENRIQUE; MULLER, MARIA ISABEL; DA SILVA, REINALDO JOSE; PEREZ-PONCE DE LEON, GERARDO; DE AZEVEDO, RODNEY KOZLOWISKI; ABDALLAH, VANESSA DORO. Molecular and morphological characterization of the metacercariae of two species of diplostomid trematodes (Platyhelminthes, Digenea) in freshwater fishes of the Batalha River, Brazil. Parasitology Research, v. 118, n. 7, p. 2169-2182, JUL 2019. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.