Busca avançada
Ano de início
Entree

Desempenho agronômico de progênies de arroz de terras altas cultivadas na região do Vale do Ribeira paulista

Processo: 18/04591-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de agosto de 2018
Vigência (Término): 31 de julho de 2020
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitotecnia
Pesquisador responsável:Alex Mendonça de Carvalho
Beneficiário:Carlos Issao Kanno
Instituição-sede: Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Registro. Registro , SP, Brasil
Assunto(s):Adaptação ambiental   Melhoramento genético vegetal   Arroz   Feijão   Vale do Ribeira (SP)

Resumo

Alimentos como arroz e feijão são fontes primárias de nutrientes, estando entre os alimentos mais importantes na dieta da população brasileira. O Vale do Ribeira no Estado de São Paulo possui umas das maiores concentrações de Mata Atlântica do estado além de condições edafoclimáticas singulares que propiciam adequado desenvolvimento à cultura do arroz. Nesse sentido, pesquisas que busquem a manutenção e criação de importantes genótipos cultivados regionalmente são estratégias para o desenvolvimento da cultura além de fortalecer a economia regional. Com base no pressuposto, o presente trabalho objetiva realizar a caracterização e avaliação de progênies elites oriundas da Embrapa Arroz e Feijão, com posterior seleção e extração de genótipos superiores para a região do Vale do Ribeira-SP. A avaliação e caracterização dos genótipos irão ocorrer na Fazenda Experimental da Universidade Estadual Paulista, Câmpus Experimental de Registro. Serão realizadas as seguintes avaliações: tempo de emergência das plantas, período para florescimento e maturação das panículas, altura de plantas, comprimento da folha bandeira, grau de acamamento, peso total da matéria fresca da parte aérea, peso total da matéria seca da parte aérea, diâmetro do colmo, massa de 100 grãos, número total de grãos por panícula, número de grãos granados e chochos por panícula, índice de colheita, comprimento da panícula, incidência das principais doenças, produtividade e rendimento de benefício dos genótipos, número de colmos/m², número de panículas/m², perfilhamento útil. Também serão estimadas as correlações fenotípicas entre todas as caraterísticas avaliadas (duas a duas) e também a correlação entre a soma térmica e produtividade, obtidas por meio do programa Selegen-REML/BLUP (Resende, 2007). Os dados médios, das características avaliadas, serão submetidos à análise de variância pelo teste F e, as médias comparadas pelo teste de Skott Knott a 5% de probabilidade utilizando o programa computacional Sisvar.