Busca avançada
Ano de início
Entree

Produção e caracterização da protease papalisina de Leptospira interrogans

Processo: 18/09122-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2018
Vigência (Término): 29 de fevereiro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia - Biologia e Fisiologia dos Microorganismos
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Angela Silva Barbosa
Beneficiário:Daniella dos Santos Courrol
Instituição-sede: Instituto Butantan. Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Leptospira

Resumo

Espécies patogênicas de Leptospira são extremamente eficientes quanto à disseminação e propagação no hospedeiro, fato atribuído à capacidade que possuem de escapar da ação do sistema complemento, primeira linha de defesa da resposta imune inata, e também à capacidade de degradar componentes da matriz extracelular e do plasma humano. A secreção de proteases que inativam proteínas do hospedeiro é uma importante ferramenta utilizada por diversos microrganismos durante o processo de colonização. Os mecanismos subjacentes ao dano tecidual causado por leptospiras patogênicas ainda são pouco conhecidos. Assim como outras bactérias, leptospiras atravessam barreiras epiteliais e endoteliais para ter acesso aos órgãos. Adesão e degradação de componentes da matriz extracelular, principalmente da membrana basal, são certamente necessárias para invasão. Recentemente, nosso grupo avaliou a atividade proteolítica de proteínas presentes no sobrenadante de cultura de duas estirpes de Leptospira, uma patogênica (virulenta) e outra saprófita. Os resultados mostraram que proteases presentes apenas no sobrenadante da estirpe virulenta foram capazes de degradar proteoglicanas, fibrinogênio e fibronectina plasmática. Ainda, uma análise do exoproteoma da referida estirpe virulenta permitiu a identificação de algumas proteases, dentre as quais a metaloprotease "pappalysin-1 domain protein" (papalisina) (EKO25673.1). O objetivo deste projeto é produzir e caracterizar funcionalmente a papalisina de L. interrogans visando ampliar o conhecimento sobre essas metaloproteases de Leptospira nos processos de invasão e evasão imune.