Busca avançada
Ano de início
Entree

NutriBIZ: sistema de gestão nutricional na produção de ovinos como ferramenta de otimização da utilização de recursos forrageiros

Processo: 18/16966-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas - PIPE  
Vigência (Início): 01 de agosto de 2018
Vigência (Término): 30 de abril de 2019
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Zootecnia - Nutrição e Alimentação Animal
Pesquisador responsável:Rafael Fernando dos Santos
Beneficiário:Rafael Fernando dos Santos
Empresa:Rafael Fernando dos Santos
CNAE: Cultivo de plantas de lavoura temporária não especificadas anteriormente
Cultivo de plantas de lavoura permanente não especificadas anteriormente
Criação de caprinos e ovinos
Vinculado ao auxílio:17/08781-2 - NutriBIZ - sistema de gestão nutricional na produção de ovinos como ferramenta de otimização da utilização de recursos forrageiros, AP.PIPE
Assunto(s):Pastagens   Forragicultura   Ovinocultura   Valor nutritivo   Plantas forrageiras

Resumo

A produção de ovinos no Brasil destaca-se pela necessidade de investimentos na estruturação da cadeia produtiva, no planejamento e na geração de novas tecnologias de simples acesso ao produtor rural. Essa afirmação baseia-se em dados estatísticos divulgados na literatura que demonstram que o Brasil é incapaz de suprir sua demanda interna de carne de cordeiro, necessitando de importação, fato que diverge das condições climáticas e territoriais do país, propícias a produção de alimentos e criação de animais com preços competitivos no mercado internacional. Neste sentido, o objetivo desse projeto é reunir um banco de dados referente a espécies forrageiras, valor nutritivo, manejo do sistema produtivo (e.g. manejo da pastagem, suplementação, forragem conservada, análise de solo, uso de insumos inorgânicos, dados climáticos) originados de pesquisa a campo e de revisão de literatura referente a espécies forrageiras utilizadas na ovinocultura nas diversas regiões do país, além da resposta produtiva das plantas forrageiras às condições climáticas e ao manejo empregado em cada sistema de produção. O banco de dados deve ser consistente e funcionar como um modelo conceitual utilizado na Engenharia de Software para descrever os objetos (entidades) envolvidos em um domínio de negócios, com suas características (atributos) e como elas se relacionam entre si (relacionamentos), conhecido como MER - Modelo Entidade Relacionamento. Para tanto, serão realizadas entrevistas com produtores rurais nas distintas regiões do país e uma minuciosa revisão de literatura para coleta de dados referentes ao valor nutritivo das espécies. Essa revisão será baseada inicialmente em dados referentes a bovinocultura de corte e após os primeiros testes será criado um banco de dados específico para ovinos, até então inexistente. Esse banco de dados deve alimentar o desenvolvimento de um software na fase I, que para uma segunda fase, composta de montagem de pacotes tecnológicos do tipo software acoplados a equipamentos de alta precisão como Drones, serão capazes de capturar imagens de pastagens e plantações fazendo com que informações fundamentadas e de alta complexidade como estimativa de valor nutritivo, produtividade das pastagens e de plantações se transformem em ferramentas simples de utilização para tomada de decisão do produtor rural. Essas informações devem chegar às mãos do produtor através de um aplicativo de celular de forma simples e prática, para que o produtor rural produza ovinos com base na nutrição de precisão, evitando desperdícios e impactando em melhor planejamento e compromisso na entrega dos ovinos para fornecedores, que atualmente é apontada como um dos maiores entraves para a ascensão da cadeia produtiva de ovinos no Brasil. (AU)