Busca avançada
Ano de início
Entree

Planejamento territorial em cenário de grandes transformações socioambientais: um arcabouço teórico-metodológico para análises comparativas

Processo: 18/12245-1
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Pesquisa
Vigência (Início): 01 de setembro de 2018
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Planejamento Urbano e Regional
Pesquisador responsável:Sandra Irene Momm Schult
Beneficiário:Sandra Irene Momm Schult
Anfitrião: Karsten Zimmermann
Instituição-sede: Centro de Engenharia, Modelagem e Ciências Sociais Aplicadas (CECS). Universidade Federal do ABC (UFABC). Ministério da Educação (Brasil). Santo André , SP, Brasil
Local de pesquisa : Technische Universität Dortmund (TU Dortmund), Alemanha  
Vinculado ao auxílio:15/03804-9 - Governança ambiental da macrometrópole paulista face à variabilidade climática, AP.PFPMCG.TEM
Assunto(s):Planejamento territorial   Análise socioambiental   Alemanha   Brasil

Resumo

O projeto refere-se ao campo de planejamento territorial no período contemporâneo de grandes transformações socioambientais. A partir da atualização de conhecimentos por meio de pesquisa no exterior, pretende-se contribuir para o campo discutindo perspectivas internacionais frente às especificidades dos países emergentes como o Brasil, considerando que em diferentes contextos também é diversa a práxis e a formação em planejamento. De forma específica, pretende-se contribuir para o andamento do Projeto Temático "Governança Ambiental da Macrometrópole Paulista face à variabilidade climática" (MEGa) com duração até 2022. Para esses propósitos será estruturado um arcabouço teórico e metodológico sobre análises comparativas, objeto e método do projeto. Em um diálogo dedutivo-indutivo pretende-se sistematizar conteúdos teórico-reflexivos e práticas com estudos de caso entre Alemanha (União Europeia) e Brasil (América Latina). A abordagem utilizada na União Europeia denominada planning culture e planning system, como um conjunto de valores e práticas e a sua (ou não) formalização por meio de estruturas institucionais ou normativas, configura um referencial para a evolução do planejamento espacial e para análises comparativas e será utilizada na pesquisa. Finalmente, o resultado esperado é contribuir para o debate sobre a redefinição do campo do planejamento e sua aplicação em estudos comparados, tal como o que será feito no projeto MEGa, frente aos desafios de um cenário de rápidas transformações, influenciadas pelo neoliberalismo e a redução do papel do estado, intensas desigualdades sociais e alterações no sistema ambiental global, como as mudanças climáticas.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.