Busca avançada
Ano de início
Entree

Implementação de um sistema de coleta/banco de dados para melhor caracterização da população brasileira de rastreamento do câncer colorretal

Processo: 17/23749-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de setembro de 2018
Vigência (Término): 31 de agosto de 2019
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Denise Peixoto Guimaraes
Beneficiário:Lucas Henrique Viza Amorin
Instituição-sede: Hospital do Câncer de Barretos. Fundação Pio XII (FP). Barretos , SP, Brasil
Assunto(s):Oncologia   Neoplasias colorretais   Rastreamento   Fatores de risco   Coleta de dados   Banco de dados

Resumo

No Brasil, segundo estimativas de incidência do Instituto Nacional de Câncer (INCA-MS) para o ano de 2016, o câncer colorretal (CCR) é o terceiro câncer mais comum entre os homens e o segundo entre as mulheres. Apesar da elevada incidência e importância que o câncer colorretal representa para o Brasil, pouco é conhecido sobre a prevalência de neoplasia colorretal na população assintomática. O rastreamento do CCR é capaz de reduzir a incidência e mortalidade através da detecção do câncer em estádios precoces e de prevenir o câncer através da remoção de lesões precursoras. Recentemente, foi implementado o programa de rastreamento do CCR do Hospital de Câncer de Barretos. A caracterização dos achados clínicos de uma população de rastreamento e da prevalência da neoplasia colorretal basal, pode nortear a melhor organização deste programa e a estratégia de um futuro programa nacional de rastreamento. Nossa hipótese é que o recrutamento e os desfechos precoces de nosso programa de rastreamento baseado na pesquisa de sangue oculto nas fezes (FIT) são diferentes de outras populações devido a diferenças nos fatores sócio-demográficos.