Busca avançada
Ano de início
Entree

Participação de STAT3 e PI3K em neurônios SF1 do hipotálamo na homeostase energética

Processo: 18/10090-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado Direto
Vigência (Início): 01 de outubro de 2018
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2019
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Margaret de Castro
Beneficiário:Gabriel Henrique Marques Gonçalves
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Endocrinologia   Metabolismo   Fator de transcrição STAT3   Fator esteroidogênico 1   Hipotálamo   Homeostase   Dieta   Modelos animais

Resumo

A leptina, um hormônio derivado de adipócitos, exerce um importante papel no controle da homeostase energética. Através de suas ações no Sistema Nervoso Central (SNC), mais especificamente no hipotálamo, a leptina promove um estado de balanço energético negativo (redução da ingestão de alimentos e aumento do gasto energético). Muitos desses efeitos da leptina são mediados pela ativação da via de sinalização STAT3 nos neurônios hipotalâmicos. Dos diversos núcleos neuronais que expressam receptores de leptina (LepRs), o núcleo ventromedial do hipotálamo (VMH) já está bem determinado em mediar efeitos da leptina no controle energético. Estudos demonstram que a deleção específica de LepRs nessa área hipotalâmica em camundongos causa aumento de peso corporal e indução à Obesidade pela dieta altamente calórica (HFD). Apesar da participação do VMH em mediar efeitos anorexígenos e de redução de peso da leptina já estar determinado, pouco é conhecido sobre os mecanismos intracelulares pelos quais a leptina exerce seus efeitos através dos neurônios dessa área hipotalâmica. Dados prévios evidenciaram que as vias STAT3 e PI3K em neurônios do VMH são essenciais para proteção contra a Obesidade induzida pela dieta hiperlipídica por mecanismos potencialmente diferentes: a primeira pela redução da ingestão alimentar e a segunda pelo aumento do gasto energético. Buscando testar essa hipótese, este projeto visa avaliar os efeitos da dupla deleção dessas vias no VMH através da geração de camundongos com deleção sítio específica de STAT3 e PI3K em neurônios que expressam o fator esteroidogênico 1 (SF1) e, então, avaliaremos os efeitos da ruptura destas vias na homeostase energética com dieta regular e HFD. (AU)