Busca avançada
Ano de início
Entree

A Psicologia Histórico-Cultural na pesquisa brasileira: levantamento dos grupos de pesquisa cadastrados no diretório do CNPq

Processo: 18/13723-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de agosto de 2018
Vigência (Término): 31 de julho de 2019
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia
Pesquisador responsável:Flávia da Silva Ferreira Asbahr
Beneficiário:Míriam Laís Setti de Almeida Marcelo Oliveira
Instituição-sede: Faculdade de Ciências (FC). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Bauru. Bauru , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:17/21936-5 - A Psicologia Histórico-Cultural na pesquisa brasileira: levantamento dos grupos de pesquisa cadastrados no diretório do CNPq, AP.R
Assunto(s):Estado da arte   Grupos de pesquisa   Psicologia cultural-histórica

Resumo

Tem-se como objetivo investigar a inserção da Psicologia Histórico-Cultural no âmbito da investigação científica no Brasil, em grupos de pesquisa que a indicam formalmente como norteadora para seus trabalhos. Toma-se como referência os grupos cadastrados no Diretório de Grupos de Pesquisa do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) que apontem a Psicologia Histórico-Cultural como referencial teórico. Publicações na área tem demonstrado que esta abordagem encontra-se em crescimento, o que traz a necessidade de avaliarmos sua relevância enquanto referencial utilizado na educação, na psicologia, em outras áreas e conhecer os rumos que as investigações científicas desta perspectiva teórica vem tomando. Um estudo desta natureza tem sido denominado como "estado da arte" ou "estado do conhecimento", que são pesquisas de caráter bibliográfico cuja proposta é mapear a produção acadêmica em algum campo de conhecimento. A investigação será dividida em etapas: a) revisão bibliográfica e estudos teóricos sobre a teoria históricocultural e sobre a metodologia de pesquisa "estudo do conhecimento"; b) levantamento de dados dos grupos de pesquisa; c) organização, tratamento e análise de dados; d) discussão e desdobramentos do levantamento realizado (produção de relatório de pesquisa e divulgação). Como resultado pretende-se obter um panorama sobre o desenvolvimento e extensão da psicologia histórico-cultural no Brasil tendo como referência os grupos de pesquisa que declaram utilizar este referencial teórico. A divulgação deste mapeamento poderá gerar interlocução entre grupos, bem como gerar novas investigações sobre temas que tem sido pouco explorados.