Busca avançada
Ano de início
Entree

A conexão metabólica entre metionina e cisteína: um aspecto relevante do metabolismo de enxofre em Trypanosoma cruzi

Processo: 18/12660-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado Direto
Vigência (Início): 01 de setembro de 2018
Vigência (Término): 31 de maio de 2021
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Parasitologia - Protozoologia de Parasitos
Pesquisador responsável:Ariel Mariano Silber
Beneficiário:Mayke Bezerra Alencar
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:16/06034-2 - O papel biológico de aminoácidos e seus metabólitos derivados em Trypanosoma cruzi, AP.TEM
Assunto(s):Bioquímica   Metabolismo energético   Metionina   Cisteína sintase   Serina   Glicina hidroximetiltransferase   Enxofre   Trypanosoma cruzi

Resumo

Trypanosoma cruzi, agente etiológico da Doença de Chagas, é um parasita flagelado que alterna seu ciclo de vida entre um inseto vector da família Reduvideae e vários hospedeiros vertebrados, incluindo os seres humanos. Este parasita precisa sobreviver em diversas condições ambientais, que o expõem a diferentes nutrientes que utiliza como fontes de energia e carbono, principalmente carboidratos e aminoácidos. Estudos prévios têm mostrado a participação do metabolismo dos aminoácidos em diferentes processos biológicos vitales para el parásito (além do seu óbvio envolvimento na síntese de proteínas). A caracterização das vías de biosíntese e degradação dos aminoácidos e seus intermediários metabólicos, adquire então uma relevância particular para compreender melhor a biologia do T. cruzi. Metabólitos contendo grupos -SH (como a cisteína e alguns dos seus intermediários) são de grande relevância para manter o equilíbrio redox nos diferentes compartimentos intracelulares. Ao mesmo tempo, o metabolismo redox esta diretamente conectado ao metabolismo oxidativo e energético. Nesse sentido, o estudo das vias envolvidas no metabolismo da cisteína (Cis) é relevante. Existem duas vías descritas: i) a via da transulfuração da metionina e; ii) a via da transulfuração reversa. No presente trabalho propomos estudar os primeiros passos desta última via, na qual a sínteses acontece a partir de serina (Ser) utilizando-se SH2 como fonte de enxofre, por estar diretamente conectada à glicólise através da Ser hidroximetiltransferase, já estudada no nosso laboratório. A Ser pode inicialmente se acetilada pela Ser-O- acetiltranferase (SAT) sendo provavelmente este primeiro passo determinante no destino deste aminoácido. Em um segundo passo o grupo acetilo é substituido pelo grupo -SH, reação catalisada pela Cisteína Sintase (CS). Para ambas enzimas já temos identificado genes putativos em bases de dados do genoma de T. cruzi (TriTryps). O presente projeto tem como objetivo caracterizar o papel biológico das enzimas SAT e CS de T.cruzi nos diferentes estágios, assim como em diferentes processos biológicos que são críticos para o parasita completar seu ciclo de vida. (AU)