Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeitos da expressão da proteína RPMS1 do vírus de Epstein-Barr em células humanas cultivadas in vitro

Processo: 18/12164-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2018
Situação:Interrompido
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Anatomia Patológica e Patologia Clínica
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Deilson Elgui de Oliveira
Beneficiário:Beatrice Adrianne Silva Jorge
Instituição-sede: Instituto de Biotecnologia (IBTEC). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):19/05061-4 - Efeitos da expressão em células linfóides humanas in vitro da proteína RPMS1 do vírus Epstein-Barr, BE.EP.MS
Assunto(s):Oncologia   Infecções por vírus Epstein-Barr   Transformação celular neoplásica   Carcinoma   Nasofaringe

Resumo

O vírus Epstein-Barr (EBV) - formalmente humano gammaherpesvirus 4 (HHV-4) - é um herpesvírus associado ao desenvolvimento de uma variedade de malignidades humanas, notavelmente o linfoma de Burkitt (BL) e o carcinoma nasofaríngeo (NPC), mas também subconjuntos de casos de linfoma de Hodgkin e não-Hodgkin (particularmente em pacientes imunocomprometidos) e carcinomas gástricos. O genoma viral é detectado em células neo-plásicas em praticamente todos os casos de NPC indiferenciado, um câncer agressivo endê-mico na Ásia e em algumas regiões do norte da África. Além da infecção por EBV, outros fatores contribuem para a etiopatogenia da NPC, como o background genético individual e hábitos culturais, como o consumo de peixe salgado no estilo chinês e o uso de algumas plantas na medicina tradicional. O potencial oncogênico do EBV está associado a produtos virais que interferem em processos biológicos críticos, como estabilidade genética, regulação da apoptose e capacidade de imortalização. Até o momento, o principal produto onco-gênico do EBV é a membrana protéica latente 1 (LMP1), que causa ativação constitutiva do NF-kB, entre outras atividades. No entanto, apenas recentemente foram investigados outros produtos virais, como a proteína EBV RPMS1, que é gerada por processamento alternativo (splicing) do segmento transcrito BamHI A direito (BART) do genoma viral. São escassos os dados sobre as propriedades biológicas da RPMS1, mas essa proteína viral foi implicada na modulação da via Notch e possivelmente contribui para a transformação celular induzida pelo EBV. Digno de nota, um polimorfismo de nucleotídeo único (SNP) A/G na posição 155391 na ORF de RPMS1 foi associado com risco aumentado de NPC. Assim, este estudo visa investigar os efeitos da expressão de EBV RPMS1 em células humanas cultivadas in vi-tro. Para tanto, vetores lentivirais para expressão induzível de da proteína viral serão gera-dos e utilizados para infecção de células imortalizadas de epitélio nasofaríngeo, após o que serão avaliadas quanto à viabilidade celular, apoptose, migração celular e invasão celular in vitro.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.