Busca avançada
Ano de início
Entree

Infiltração imune e moléculas HLA de Classe I em um modelo animal pré-clínico de carcinoma agressivo de tireóide submetido a terapia combinada

Processo: 18/16189-9
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 14 de janeiro de 2019
Vigência (Término): 13 de janeiro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Imunologia - Imunologia Aplicada
Pesquisador responsável:Eduardo Antônio Donadi
Beneficiário:Bruna Cristina Bertol
Supervisor no Exterior: Jena D French Baertschi
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Local de pesquisa : University of Colorado, Denver (CU), Estados Unidos  
Vinculado à bolsa:15/26556-0 - Associação dos genes HLA-G, BRAF e TERT com a malignidade do carcinoma papilífero de tireóide, BP.DR
Assunto(s):Imunoterapia   Antígenos HLA-E   Antígenos HLA-G

Resumo

Carcinomas Diferenciados de Tireoide (CDT), incluindo o Carcinoma Papilífero de Tireoide (CPT), podem apresentar comportamento agressivo em alguns pacientes ou até evoluir para Carcinoma Anaplásico de Tireoide (CAT) indiferenciado, cujo prognóstico é extremamente desfavorável. Tais pacientes poderiam se beneficiar de terapias adicionais baseadas no sistema imunológico. Estudos anteriores do grupo da Dra. French revelaram um perfil supressor (células T reguladoras FoxP3+) e disfuncional (células T PD-1+) da resposta imune em CPT metastático humano. Adicionalmente, sabe-se que o tecido de CPT humano expressa as moléculas imunorreguladoras Antígeno Leucocitário Humano (HLA)-G e -E, e nossos estudos em andamento também tem buscado investigar diferentes aspectos a cerca do papel da molécula HLA-G e do gene HLA-G na malignidade do PTC. No entanto, mais estudos são necessários a fim de explorar o sistema imune do hospedeiro conforme o desenvolvimento do tumor tireoidiano e suas implicações na resposta às estratégias terapêuticas. Dessa forma, objetivamos trabalhar com um modelo animal pré-clínico de CDT agressivo, disponível em um laboratório especializado no estudo da resposta imune no câncer de tireoide, coordenado pela Dr. French. Neste contexto, iremos caracterizar o infiltrado imune e a expressão de moléculas do MHC classe I ao longo da progressão tumoral, antes e após o tratamento com diferentes abordagens terapêuticas. Esta proposta está de acordo com nossos estudos em andamento no Brasil e contribuirá imensamente para melhor compreensão a cerca da relação entre sistema imune e tumorigênese tireoidiana, bem como a avaliação de potenciais novos alvos terapêuticos para o tratamento de formas agressivas de câncer de tireoide.