Busca avançada
Ano de início
Entree

Entendendo as interações entre caseínas e carotenóides a nível molecular

Processo: 18/18374-8
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 06 de janeiro de 2019
Vigência (Término): 05 de dezembro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Ciência e Tecnologia de Alimentos - Ciência de Alimentos
Pesquisador responsável:Adriana Zerlotti Mercadante
Beneficiário:Raphaela de Araujo Mantovani
Supervisor no Exterior: Bouhallab
Instituição-sede: Faculdade de Engenharia de Alimentos (FEA). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas, SP, Brasil
Local de pesquisa : Institut National de la Recherche Agronomique, Agrocampus Ouest (INRA), França  
Vinculado à bolsa:17/26237-8 - Entendendo como a interação proteína-carotenoide influência a estabilidade de emulsões e a bioacessibilidade de carotenóides, BP.PD
Assunto(s):Química de alimentos   Carotenoides   Proteínas

Resumo

O aumento da proporção de pessoas idosas que vem ocorrendo na população mundial reflete em aumento da incidência de doenças crônico-degenerativas, a maior causa de incapacidade funcional entre os idosos. Assim, o desenvolvimento de produtos alimentícios ricos em bioativos surge como uma alternativa para a manutenção da qualidade de vida deste grupo etário a longo prazo. Carotenoides tais como beta-caroteno e luteína são compostos bioativos naturalmente encontrados em frutas e vegetais. O beta-caroteno é conhecido por sua elevada atividade pró-vitamina A, enquanto a luteína - um carotenoide mais polar - pode modular positivamente algumas doenças de risco que predominam em idosos. Sistemas proteicos apresentam potencial significativo para a entrega de bioativos hidrofóbicos. A caseína é a proteína majoritária do leite e é extensivamente utilizada como um ingrediente em produtos alimentícios. O caseinato de sódio é amplamente utilizado em alimentos devido a sua excelente capacidade de estabilizar emulsões e alta atividade superficial. Por outro lado, as funcionalidades tecnológicas da caseína micelar são menos estudadas e utilizadas em indústrias devido à baixa solubilidade, apesar de consistir em uma nanocápsula natural para a entrega de nutrientes como o cálcio que contribui para a prevenção de doenças ósseas progressivas como a osteoporose. Dento desse contexto, o entendimento da natureza da complexação caseína/carotenoide é de grande importância devido à possibilidade da presença de tal complexo em produtos alimentícios funcionais. Assim, esse projeto é inovador no sentido de buscar o entendimento das interações de diferentes estruturas supramoleculares de caseína (caseinato de sódio e caseína micelar) com carotenoides (²-caroteno e luteína), além da competição entre ambos os carotenoides com diferentes polaridades pela ligação com a proteína. Por fim, espera-se que este estudo forneça um melhor entendimento de como desenvolver sistemas protéicos mais eficazes para a entrega de carotenoides.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.