Busca avançada
Ano de início
Entree

Determinação das taxas de deposição de nitratos orgânicos em solos e folhas das plantas utilizando o método da câmara dinâmica

Processo: 18/18831-0
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 01 de novembro de 2018
Vigência (Término): 31 de agosto de 2019
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Analítica
Pesquisador responsável:Arnaldo Alves Cardoso
Beneficiário:Carolina Gomes da Rocha
Supervisor no Exterior: Hartwig Harder
Instituição-sede: Instituto de Química (IQ). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara, SP, Brasil
Local de pesquisa : Max Planck Society, Mainz, Alemanha  
Vinculado à bolsa:16/05706-7 - Cultura da cana-de-açúcar como fonte de emissão de compostos reativos de nitrogênio e seu papel no ambiente, BP.DR
Assunto(s):Química atmosférica

Resumo

Nitratos orgânicos, os quais incluem os peróxi nitratos (RO2NO2) e os nitratos de alquila (RONO2), são formados na atmosfera pela reação entre NOx e produtos de oxidação de compostos orgânicos voláteis (COVs). Eles compreendem até 20% de todas as formas oxidadas de nitrogênio (NOz) e, uma vez formados, podem ser transportados pelos ventos, sofrer reações químicas, ser incorporados ao aerossol ou ser depositados na superfície terrestre. As taxas de deposição e absorção foliar de formas inorgânicas de nitrogênio (NO2, NH3) e, mais recentemente, ácido nitroso (HONO) e nitrato de peroxiacetila (PAN) para o solo e plantas têm sido relatadas na literatura. No entanto, até o momento, faltam informações sobre a deposição de nitratos orgânicos. A deposição de compostos de nitrogênio atmosférico através da absorção foliar pelas plantas pode representar uma contribuição importante de insumos atmosféricos globais de nitrogênio nos ecossistemas, uma vez que consiste na adição direta de nitrogênio ao metabolismo das plantas e, portanto, pode influenciar mais prontamente o crescimento das plantas em comparação ao nitrogênio depositado no solo. Desta forma, o presente projeto propõe investigar a deposição e absorção foliar de nitratos orgânicos para diferentes tipos de solo e plantas, utilizando o método de câmara dinâmica, sob condições ambientais controladas. As câmaras foram desenvolvidas no Instituto Max-Planck de Química e seu desempenho foi descrito em trabalhos anteriores do Instituto. Este trabalho é essencial para i. melhorar o entendimento sobre o impacto da agricultura na qualidade do ar (influência na formação de ozônio e perdas de gases de N). ii. determinar as cargas de radicais atmosféricos; iii. estimar a entrada de nitrogênio em ambientes remotos; iv. melhorar os modelos regionais e globais de transporte e v. contribuir para estratégias mais eficazes para melhoramento da qualidade do ar.