Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação in vitro e in vivo do potencial de aplicação de scaffolds compósitos híbridos sintéticos no tratamento de defeitos ósseos.

Processo: 18/05587-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2018
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2022
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Cirurgia Buco-maxilo-facial
Pesquisador responsável:Rodrigo Cardoso de Oliveira
Beneficiário:Bruna Carolina Costa
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia de Bauru (FOB). Universidade de São Paulo (USP). Bauru , SP, Brasil
Assunto(s):Células-tronco   Modelos animais   Biomateriais   Hidroxiapatita

Resumo

Grandes esforços têm sido observados no campo da bioengenharia óssea, nos últimos anos, com o objetivo de desenvolver e potencializar novas estratégias para reparação de defeitos ósseos e, neste sentido, a confecção de scaffolds compósitos híbridos sintéticos tem se destacado. Desta forma, o presente projeto de pesquisa propõe a confecção de scaffolds baseados na associação entre biomateriais substitutos ósseos (compostos por hidroxiapatita carbonatada sintética, HACa), fatores de crescimento (plasma rico em fibrinas, PRF) e células tronco mesenquimais derivadas do tecido adiposo (ADSC) e sua avaliação in vitro e in vivo de seu potencial para aplicação no tratamento de defeitos ósseos. Para o presente estudo serão utilizados 20 coelhos machos adultos (New Zeland White). As ADSCs serão coletadas da região inter-escapular dos coelhos, isoladas, expandidas, caracterizadas e por fim, diferenciadas em osteoblastos. O PRF será obtido a partir da coleta de 10-15 mL do sangue da artéria central dos coelhos. Para avaliação in vitro da viabilidade e potencial de aplicação do scaffold desenvolvido, serão realizados testes de viabilidade celular (MTT) e para marcadores osteogênicos (Western blotting), atividade da fosfatase alcalina, mineralização, morfologia e adesão celular. Para os testes in vivo, defeitos bilaterais de 8 mm serão criados nos ossos parietais de 20 coelhos e posteriormente preenchidos randomicamente com os seguintes grupos experimentais (scaffolds) desenvolvidos. Após o período de quatro semanas, a região da calvária será coletada e os cortes obtidos serão avaliados por microtomografia, análises histológicas e histomorfométricas.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)