Busca avançada
Ano de início
Entree

Produção de chapas de ligas de Fe-Ti e aperfeiçoamento de suas propriedades magnéticas e microestruturais para utilização em máquinas elétricas e transformadores de baixo ruído

Processo: 18/14939-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2018
Vigência (Término): 31 de março de 2021
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia de Materiais e Metalúrgica - Metalurgia Física
Pesquisador responsável:Cristina Bormio Nunes
Beneficiário:Guilherme Origo Fulop
Instituição-sede: Escola de Engenharia de Lorena (EEL). Universidade de São Paulo (USP). Lorena , SP, Brasil
Assunto(s):Materiais magnéticos   Chapas   Ligas metálicas   Conformação mecânica   Microestruturas   Propriedades magnéticas   Máquinas elétricas   Transformadores e reatores

Resumo

No presente trabalho é almejada a otimização das propriedades magnéticas da liga Fe-4Ti na forma de chapas finas. Esse material que se apresentou muito promissor, no estudo realizado no mestrado do mesmo aluno. A aplicação promissora seria na construção de núcleos magnéticos para uso em máquinas elétricas e transformadores de baixo ruído, pois possui menor magnetostricção comparativamente aos aços elétricos. Para a liga Fe-4Ti a magnetostricção longitudinal de - 9 ppm, enquanto que para o aço elétrico de Grão Orientado (GO) é de 19 ppm. Além disso, a permeabilidade inicial da liga Fe-Ti é de 2680 e do aço elétrico GO 870. É um assunto de interesse e inédito, pois poderá ser um material do futuro para uso em máquinas elétricas e transformadores que demandem baixo ruído, tendo em vista que as restrições ambientais têm se tornado mais severas, nos dias atuais. Além disto, a avaliação das propriedades da liga Fe-6,9Ti (% em peso), que é a liga no sistema Fe-Ti, que possui magnetostricção ~ 0, portanto também é de interesse e nunca foram realizadas. Neste caso, devido a maior quantidade de Ti, as propriedades de conformação mecânica, podem ser uma limitação, e isto será determinado. A liga Fe-4Ti será obtida na forma de chapas finas, com o objetivo de obter o crescimento anormal de grão completo e também obter textura do tipo Goss. Com isto espera-se aumentar ainda mais a permeabilidade magnética do material e diminuir o campo coercivo, diminuindo consequentemente as perdas histeréticas do material. O material também será obtido com Grãos Não Orientados (GNO) e comparado ao aço elétrico GNO. O estudo exploratório da liga Fe-6,9Ti tem por objetivo avaliar as propriedades magnéticas básicas deste material e avaliar a conformabilidade mecânica da mesma. (AU)