Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito da deleção do gene mgtC sobre a patogenicidade de Salmonella gallinarum em aves susceptíveis

Processo: 18/12614-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2018
Situação:Interrompido
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Patologia Animal
Pesquisador responsável:Angelo Berchieri Junior
Beneficiário:Lucas Bocchini Rodrigues Alves
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Jaboticabal. Jaboticabal , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):19/25091-5 - Exigência do gene mgtC para a capacidade de sobreviência intramacrófagos de Salmonella Gallinarum, BE.EP.DR
Assunto(s):Virulência   Avicultura   Salmonella   Macrófagos

Resumo

Salmonella enterica subespécie enterica sorovar Gallinarum biovar Gallinarum (S. Gallinarum) é o agente etiológico do tifo aviário, doença infecciosa que afeta aves de qualquer idade e que, há alguns anos, vem sendo apontada como um dos grandes desafios sanitários na Avicultura. Tal preocupação se deve por ser uma doença sistêmica de curso clínico agudo, com elevada taxa de mortalidade e de difícil controle. Contudo, grande parte dos estudos conduzidos com Salmonella spp. para melhor compreensão da relação parasito-hospedeiro em quadros tifoides foram realizados com os sorovares hospedeiro-específicos de seres humanos e camundongos, S. Typhi e S. Typhimurium, respectivamente. Nesses casos, durante a infecção sistêmica a bactéria expressa o gene mgtC, localizado na região cromossômica denominada "Ilha de Patogenicidade de Salmonella - 3" (SPI-3). O mgtC está aparentemente implicado na sobrevivência e replicação dos sorovares tifoides no interior de macrófagos. Estirpes com deleções no mgtC são atenuadas, sendo este um dos principais genes de SPI-3. Até o presente momento, não há literatura sobre a necessidade de genes codificados na SPI-3 para a patogenicidade de S. Gallinarum. Durante estudo conduzido por esse grupo, foi observado que deletar os genes phoPQ atenuou S. Gallinarum (SG), levando a crer que um dos fatores que resultam nesse quadro seria a falha na expressão de genes da SPI-3, regulada pelo sistema PhoPQ. Diante dessa hipótese, no presente estudo será construída uma estirpe mutante de S. Gallinarum defectiva para o gene mgtC (SG mgtC). Ademais, será avaliada a capacidade de multiplicação da estirpe SG mgtC em meio de cultivo que mimetize o interior dos macrófagos, bem como sua patogenicidade para aves susceptíveis. (AU)