Busca avançada
Ano de início
Entree

Na encruzilhada entre a vida e a arte: um estudo dos romances The Picture of Dorian Gray, de Oscar Wilde e Esther Waters, de George Moore

Processo: 18/13313-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2018
Vigência (Término): 30 de junho de 2020
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Letras - Literaturas Estrangeiras Modernas
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Jefferson Cano
Beneficiário:Thaís Marques Soranzo
Instituição-sede: Instituto de Estudos da Linguagem (IEL). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Naturalismo

Resumo

O presente projeto de dissertação de mestrado tem como proposta um estudo dos romances The Picture of Dorian Gray (1891), de Oscar Wilde e Esther Waters (1894), de George Moore. Publicados no final do século XIX, período no qual a Inglaterra passava por importantes transformações políticas, econômicas e sociais, partimos da hipótese de que os romances podem ser considerados representativos do debate que se acentuou na literatura em decorrência da crise dos valores vitorianos: qual o objeto literário ideal e qual a melhor forma de representá-lo? Ao estudar os dois romances em conjunto, não apenas pretendemos averiguar de que forma dois autores que estavam no centro do turbilhão finissecular assimilaram as diferentes concepções estéticas que vigoravam entre França e Inglaterra - em especial o Esteticismo e o Naturalismo -, mas igualmente buscaremos investigar em que medida, através da análise e da recepção dos romances, a interseção entre as esferas da estética e da moral apresenta-se como um problema no contexto finissecular.