Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeitos do silenciamento de miro-1 sobre a mitofagia e morte de neurônios durante superexpressão de Alfa Sinucleína

Processo: 18/12978-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de outubro de 2018
Vigência (Término): 30 de setembro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Biologia Molecular
Pesquisador responsável:Merari de Fátima Ramires Ferrari
Beneficiário:Eduardo Oliveira de Queiroz
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Degradação mitocondrial   Degeneração neural   Superexpressão gênica   Neuroblastoma   Morte celular   Sinucleínas   alfa-Sinucleína   CRISPR-Cas9

Resumo

A presença de mitocôndrias não funcionais em neurônios culmina com a sinalização para morte celular. As mitocôndrias são constantemente recicladas com o auxílio de proteínas específicas motoras e acessórias, como a Miro-1. Entretanto, aparentemente Miro-1 não está associada exclusivamente ao tráfego mitocondrial, mas também com o citoesqueleto, retículo endoplasmático e homeostase do cálcio. Resultados recentes do laboratório indicam que a ausência de Miro, em leveduras, protege essas células da toxicidade promovida pela expressão da alfa-sinucleína (proteína associada à doença de Parkinson e outras sinucleinopatias). Assim, o objetivo do presente estudo é avaliar os efeitos da repressão da expressão Miro-1, por CRISPR/Cas9, em neurônios, derivados de neuroblastoma, que expressam alfa-sinucleína selvagem e mutante (A30P e A53T) com relação à morte celular e mitofagia.