Busca avançada
Ano de início
Entree

Cães e gatos domésticos em áreas protegidas: fatores que favorecem a invasão

Processo: 18/07886-8
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Pesquisa
Vigência (Início): 17 de janeiro de 2019
Vigência (Término): 16 de janeiro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia - Zoologia Aplicada
Pesquisador responsável:Rita de Cassia Bianchi
Beneficiário:Rita de Cassia Bianchi
Anfitrião: Matthew E. Gompper
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Jaboticabal. Jaboticabal , SP, Brasil
Local de pesquisa : University of Missouri, Columbia (UM), Estados Unidos  
Assunto(s):Áreas de conservação   Carnívoros   Destruição de habitat   Animais domésticos   Cães   Gatos

Resumo

A perda e a fragmentação de habitat são os principais responsáveis pela redução das populações de mamíferos carnívoros. O cenário é ainda mais crítico em regiões onde a expansão agropecuária é intensa e como consequência as perdas de espécies podem ser maiores em biomas considerados hotspots. Os impactos sobre as populações de carnívoros podem ser potencializados em função de uma crescente e importante ameaça, a introdução de espécies exóticas, como cães e gatos domésticos. É esperado que as espécies de maior porte sejam as mais afetadas pelos impactos antrópicos e que ainda, sua ausência leve a um aumento da entrada de cães e gatos em áreas protegidas. Assim, a entrada de espécies exóticas pode tornar esse cenário ainda mais complexo, levando a alterações em toda a comunidade de mamíferos. O principal objetivo do projeto será avaliar os principais fatores que favorecem a entrada de espécies exóticas como cães e gatos em áreas protegidas, bem como entender a co-ocorrência espacial e temporal entre essas espécies. Dados de áreas protegidas norte-americanas e brasileiras serão analisados e a singularidade das relações entre os carnívoros exóticas e silvestres será analisada nos diferentes contextos. Os resultados nortearão medidas de manejo e conservação tanto para as áreas avaliadas, muitas delas Unidades de Conservação brasileiras ainda sem plano de manejo, bem como para as espécies de carnívoros, dentre elas muitas ameaçadas de extinção.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.