Busca avançada
Ano de início
Entree

Implementação de intervenções baseadas em mindfulness em escolas: o que o Brasil pode aprender com a experiência da Inglaterra?

Processo: 18/14264-3
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Pesquisa
Vigência (Início): 21 de janeiro de 2019
Vigência (Término): 06 de janeiro de 2020
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Saúde Coletiva - Medicina Preventiva
Pesquisador responsável:Emérita Sátiro Opaleye
Beneficiário:Emérita Sátiro Opaleye
Anfitrião: Willem Kuyken
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa : University of Oxford, Inglaterra  
Vinculado ao auxílio:15/19472-5 - Intervenções inovadoras frente a problemas relacionados ao consumo do álcool no Brasil: busca de novas abordagens para uma antiga questão de saúde pública, AP.TEM
Assunto(s):Prevenção primária   Atenção plena   Saúde mental   Adolescentes

Resumo

As pesquisas do treino de mindfulness para crianças e adolescentes ainda são incipientes, mas há evidência animadora do potencial das Intervenções Baseadas em Mindfulness (IBM), em especial no contexto educacional, para uma série de benefícios incluindo o aumento de bem estar físico, psicológico, emocional e social de crianças e redução de estresse, ansiedade, reatividade e mau comportamento. Da mesma forma, pesquisas mostram o potencial de mindfulness para melhora do desempenho cognitivo e de funções executivas, colaborando para que adolescentes possam prestar mais atenção, focar mais, pensar de forma mais inovativa, aumentando memória de trabalho e planejamento de tomada de decisões, melhorando habilidades socioemocionais que facilitam o aprendizado. Igualmente animadores são os indicativos de que essas intervenções são fáceis, de baixo custo e bem aceitas por alunos e professores, sendo viável a aplicação delas em contexto educacional. No entanto, há ainda uma lacuna sobre como essas intervenções devem ser implementadas na "vida real" das escolas para garantir a efetividade, incluindo os desafios existentes e as estratégias para superá-los. Com isso em mente, a presente proposta objetiva levantar e descrever parâmetros necessários para implementação de uma IBM em escolas do Reino Unido, bem como a organização dessas informações em um manual para fomentar a implementação dessas intervenções em outros contextos. Este projeto está aninhado em um ensaio clínico controlado e randomizado de grande porte (MYRIAD) que verifica a efetividade e custo-efetividade de uma IBM aplicada em escolas, da Universidade de Oxford, Reino Unido.Será utilizada metodologia de métodos mistos de forma a combinar dados quantitativos e qualitativos coletados em diferentes etapas do processo de implementação, desde a seleção e treinamento de professores, até acompanhamento da aplicação da intervenção em sala de aula. Os dados serão coletados pela equipe de pesquisa do MYRIAD. Será utilizada análise temática para identificação de componentes essenciais da implementação de uma IBM dos dados qualitativos e combinação com análise quantitativa descritiva. O desenvolvimento de um manual para implementação de IBMs em escolas será útil para aplicação em outros contextos, como o brasileiro por exemplo, pela carência existente de materiais com esse objetivo.Como atividade complementar, será realizada uma análise de dados transversais da linha de base do MYRIAD para verificar associação entre sintomas psiquiátricos e uso de substâncias, identificando o papel do traço de mindfulness nessa relação. Nossa hipótese é de que o traço de mindfulness enfraquecerá a relação entre sintomas psiquiátricos e uso de substância nos estudantes. Sendo uma habilidade passível de ser treinada por meio de uma IBM, identificar o papel de mindfulness nessa relação fomenta estudos sobre como uma IBM pode atuar no comportamento de consumo de substâncias por adolescentes.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.