Busca avançada
Ano de início
Entree

O processo escolar entre italianos e seus descendentes: a escola italiana em São Paulo (fins do Século XIX e início do Século XX)

Processo: 18/15168-8
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Pesquisa
Vigência (Início): 23 de dezembro de 2018
Vigência (Término): 22 de junho de 2019
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Educação - Fundamentos da Educação
Pesquisador responsável:Claudia Panizzolo
Beneficiário:Claudia Panizzolo
Anfitrião: Alberto Barausse
Instituição-sede: Escola de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (EFLCH). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus Guarulhos. Guarulhos , SP, Brasil
Local de pesquisa : Universita degli Studi del Molise, Itália  
Assunto(s):São Paulo   Escolarização   História da educação   Imigração italiana

Resumo

No fim do século XIX e no começo do século XX, São Paulo era uma das maiores cidades de imigração do mundo. Os emigrantes saídos da península itálica que adentraram e ocuparam diferentes lugares e espaços em terras paulistanas foram muito lentamente se constituindo como italianos. A pesquisa pretende investigar o processo escolar de imigrantes italianos e descendentes estabelecidos em São Paulo, capital, entre as últimas três décadas do século XIX e as duas primeiras décadas do século XX. Os limites temporais referem-se ao período marcado, de um lado, pela chegada expressiva de imigrantes vindos da Península Itálica e, de outro, pela criação de escolas. Serão tomadas como fontes os silabários e livros de leitura; os relatórios de professores, inspetores escolares e cônsules; fotografias, plantas baixas, dentre outros. As escolas podem ser pensadas como espaços de constituição da civilidade e da aprendizagem dos saberes elementares do ler, escrever e calcular, e ainda, como constituidoras da italianidade. Compreendê-las requer a reconstrução de como as mesmas foram sendo produzidas no que diz respeito aos discursos pedagógicos e à cultura material. Os discursos pedagógicos integram parte de um processo complexo graças ao qual a sociedade define os problemas educativos e toma as medidas para resolvê-los. Estudar o conceito de cultura material implica compreendê-los a partir das relações sociais de que fazem parte e das diversas manifestações instauradas na vida escolar. As categorias de etnia e civilização sustentam a análise documental.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.