Busca avançada
Ano de início
Entree

Cultivo 3D de células de câncer de bexiga sob condições agitadas para ensaios de citotoxicidade e drug screening

Processo: 18/12917-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de outubro de 2018
Vigência (Término): 30 de setembro de 2019
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Farmácia - Análise Toxicológica
Pesquisador responsável:Kamilla Swiech Antonietto
Beneficiário:Marlon Fortes Rocha
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto (FCFRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Neoplasias da bexiga   Cultura celular em 3D   Células tumorais   Esferoides celulares   Citotoxicidade   Avaliação pré-clínica de medicamentos

Resumo

Atualmente, há uma grande demanda para a geração de novos fármacos na área de Oncologia, especialmente no tratamento de câncer de bexiga devido a sua alta incidência. O desenvolvimento de um novo composto envolve extensas análises de eficácia e segurança durante as fases pré-clínicas. Tradicionalmente, células cultivadas em monocamada, ou 2D, são aplicadas em ensaios in vitro. No entanto, esse modelo não representa a melhor via de avaliação de novos compostos uma vez que não mimetizam o complexo microambiente tumoral. O cultivo de células tumorais em condições tridimensionais (3D) é um método que vem sendo amplamente estudado, sendo capaz de recapitular características do tecido nativo. Os esferoides multicelulares são os modelos 3D mais utilizados pois o perfil de difusão de oxigênio, nutrientes, subperodutos do metabolismo e fármacos são mais fidedignos quando comparados ao comportamento in vivo. A presença de um centro hipóxico no interior desses esferoides está associado a mecanismos de resistência a alguns tratamentos, como é observado em tumores sólidos. Esferoides 3D podem ser produzidos por diversas técnicas e ainda não existe um consenso sobre qual seria mais eficiente em termos de robustez, confiabilidade e versatilidade. Um deles envolve a utilização de sistemas agitados capazes de gerar um alto número de esferoides com diâmetros relativamente uniformes de maneira escalonável. O foco desse estudo será avaliar o cultivo 3D da linhagem celular RT4 em sistemas de agitação mecânica e magnética com intuito de estabelecer um modelo 3D de câncer de bexiga a ser utilizado em ensaios de citotoxicidade e drug-screening.