Busca avançada
Ano de início
Entree

Simulação estocástica aplicada à classificação de recursos minerais de zinco da mina de vazante

Processo: 18/17022-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de novembro de 2018
Vigência (Término): 31 de outubro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências
Pesquisador responsável:Marcelo Monteiro da Rocha
Beneficiário:Laíza Maietto Lauriano
Instituição-sede: Instituto de Geociências (IGC). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Geoestatística   Recursos minerais   Minas   Processos estocásticos   Análise estocástica

Resumo

A avaliação e classificação de recursos e reservas minerais são etapas importantes no desenvolvimento de qualquer empreendimento mineiro. Essas etapas associadas à declaração de recursos e reservas minerais devem ser baseadas nos princípios da transparência, materialidade e competência. No Brasil e no mundo estes conceitos encontram definições em guias vinculados à comissões e comitês como à CBRR (Comissão Brasileira de Recursos e Reservas) e ao CRISCO (Committe for Mineral Reserves International Reporting Standard). Com relação à classificação de recursos e reservas minerais, as classes devem ser definidas com base no grau de confiança que a empresa declarante tem nas informações utilizadas na avaliação e classificação. Esse grau de confiança relaciona-se à quantidade e qualidade das informações disponíveis e frequentemente, são quantificadas por meio de índices e incerteza associados à avaliação. Nesse sentido, pretende-se classificar os recursos minerais de zinco da Mina de Vazante ligada à Empresa Nexa Resouces a partir da quantificação das incertezas calculada pelo intervalo de confiança da média derivado dos resultados da simulação sequencial gaussiana, uma técnica de simulação estocástica geoestatística.