Busca avançada
Ano de início
Entree

Coberturas superficiais em baixos terraços marinhos e fluvio-marinhos na planície costeira do Rio Paraíba do Sul: geocronologia e os impactos decorrentes da construção do porto do Açú/RJ

Processo: 17/26876-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de novembro de 2018
Vigência (Término): 31 de outubro de 2021
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Geografia Física
Pesquisador responsável:Archimedes Perez Filho
Beneficiário:Luca Lammle
Instituição-sede: Instituto de Geociências (IG). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Geomorfologia   Planícies   Portos   Geocronologia   Holoceno   Luminescência   Rio Paraíba do Sul   Rio de Janeiro

Resumo

O projeto de pesquisa contempla estudos a serem desenvolvidos na elaboração da tese de doutorado pelo programa de Pós-Graduação em Geografia da Universidade Estadual de Campinas, sob a orientação do Prof. Dr. Archimedes Perez Filho, a qual está vinculada ao projeto APR 2016/05327-6. O objetivo geral do trabalho é obter idades absolutas das coberturas superficiais por meio de datações de LOE - Luminescência Opticamente Estimulada sobre baixos terraços marinhos e Fluvio-marinhos, localizados na planície costeira do Rio Paraíba do Sul/RJ, correlacionando com pulsações climáticas holocênicas resultantes da mudança do nível de base e suas relações com a construção do Porto do Açu. Os objetivos específicos são, identificar e analisar as coberturas superficiais em diferentes níveis de baixos terraços marinhos e fluvio-marinhos no holoceno a partir de abordagem geomorfológica e geocronológica; elaborar cenários ambientais a partir de idades absolutas obtidas por meio de LOE e correlacionar com possíveis alterações a partir da implantação do Porto do Açú; e projetar as consequências da implantação do empreendimento nas alterações da linha de costa e dinâmica sedimentar. A hipótese é que a espacialização de diferentes níveis de baixos terraços marinhos e fluvio-marinhos presentes na planície costeira do Rio Paraíba do Sul/RJ são resultantes de alterações no nível de base vinculado a transgressões e regressões marinhas decorrentes de pulsações climáticas holocênicas. Tal configuração, na escala de tempo presente, vem sofrendo alterações decorrentes dos impactos resultantes da construção do Porto do Açu. Como metodologia, serão espacializados terraços por meio de imagens orbitais e não orbitais e trabalhos de campo para coleta de sedimentos. As imagens também serão utilizadas para delimitar a linha de costa da área de influência do Porto. Posteriormente, serão realizadas análises morfométricas, estudos sedimentológicos e datações absolutas por meio de LOE. O imbricamento das metodologias utilizadas pretendem segregar os níveis dos baixos terraços através de imagens orbitais e não orbitais, pelas topossequências dos perfis pedológicos, para posteriormente realizar as datações absolutas que irão possibilitar a criação de um modelo evolutivo para a planície costeira do Rio Paraíba do Sul, além de possibilitar analisar a linha de costa em diferentes momentos, permitindo fazer comparações da costa em cenários anteriores e posteriores a construção do porto. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.