Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização dos padrões macroevolutivos do tamanho corporal em Testudinata

Processo: 18/10276-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de novembro de 2018
Situação:Interrompido
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia - Paleozoologia
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Max Cardoso Langer
Beneficiário:Bruna de Mattos Farina
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):19/06119-6 - Caracterização dos padrões evolutivos de tamanho corporal de Testudinata no tempo profundo, BE.EP.MS
Assunto(s):Tartarugas   Tamanho corporal   Paleontologia de vertebrados   Movimento browniano

Resumo

Testudinata constitui um grupo morfologicamente diverso, além de apresentar um vasto registro fóssil. A linhagem provavelmente originou-se em ambientes terrestres, enquanto o grupo coronal Testudines (i.e. tartarugas modernas) teria se originado a partir de grupos semi-aquáticos. Assim, as tartarugas apresentam morfologia variada, incluindo tamanhos diversos que refletem os vários habitats colonizados ao longo do tempo. Métodos filogenéticos comparativos constituem as principais ferramentas para se relacionar padrões evolutivos e evolução de caráteres. Assim, o presente projeto objetiva caracterizar a evolução do tamanho corporal em Testudinata, utilizando extensa amostragem de formas viventes e fósseis. Para isso, será utilizado o método SURFACE, que assume que a evolução dos caráteres ocorre sob um processo Ornstein-Uhlenbeck (OU) com múltiplos regimes macroevolutivos, mas serão também ajustados outros modelos, como Movimento Browniano (BM), BM com tendência evolutiva, Early Burst e OU com apenas um regime. Adicionalmente, serão relacionados, por regressão linear, os padrões de evolução corporal com fatores abióticos e características biológicas.