Busca avançada
Ano de início
Entree

Assincronia modal: aplicação em sistemas de coleta de energia

Processo: 18/12858-3
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado Direto
Vigência (Início): 04 de fevereiro de 2019
Vigência (Término): 03 de agosto de 2019
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Civil - Estruturas
Convênio/Acordo: Rede de Universidades Italianas
Pesquisador responsável:Carlos Eduardo Nigro Mazzilli
Beneficiário:Eduardo Ascenso Reis Ribeiro
Supervisor no Exterior: Stefano Lenci
Instituição-sede: Escola Politécnica (EP). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Local de pesquisa : Università Politecnica delle Marche (UNIVPM), Itália  
Vinculado à bolsa:17/12779-3 - Estudo de oscilações modais assíncronas em cabos pesados protendidos, BP.DD
Assunto(s):Armazenamento de energia

Resumo

O conceito de vibrações modais síncronas, junto com as suas propriedades intrínsecas, é muito bem conhecido, tendo sido extensivamente observado e descrito na literatura científica. Por outro lado, o fenômeno de assincronia encontra-se na fronteira do conhecimento, havendo muito poucos estudos a respeito e carecendo-se mesmo de uma definição unívoca. Neste âmbito, os proponentes deste projeto propuseram-se a realizar um trabalho maior sobre assincronia modal, com o intuito de investigarem-se oscilações modais assíncronas em diversas classes de sistemas estruturais. Os resultados parciais são promissores, uma vez que modos de vibrar localizados (onde ao menos duas frequências naturais, uma das quais nula, coexistem) e, portanto, assíncronos, foram observados em modelos com poucos, muitos e mesmo infinitos graus de liberdade. Agora, propõem-se a investigar o aspecto prático do fenômeno, por meio de trabalhos experimentais inéditos e que devem corroborar a hipótese de que a assincronia não se trata de uma mera singularidade matemática, mas de um fenômeno fisicamente observável, potencialmente aplicável em variados ramos da Engenharia, como controle de vibrações, transmissão de sinais em microssensores e coleta de energia. Esta última será particularmente investigada na Università Politecnica delle Marche, onde o professor Stefano Lenci, co-orientador da pesquisa e com vasto conhecimento em Dinâmica das Estrutura, irá supervisionar os trabalhos.