Busca avançada
Ano de início
Entree

Atividade antimicrobiana e microencapsulação de peptídeos bioativos obtidos a partir de hidrolisados proteicos da fauna acompanhante da pesca camaroeira

Processo: 18/18995-2
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 30 de janeiro de 2019
Vigência (Término): 21 de agosto de 2019
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Recursos Pesqueiros e Engenharia de Pesca - Aquicultura
Pesquisador responsável:Wagner Cotroni Valenti
Beneficiário:Tavani Rocha Camargo
Supervisor no Exterior: Adem Gharsallaoui
Instituição-sede: Centro de Aquicultura (CAUNESP). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Jaboticabal. Jaboticabal , SP, Brasil
Local de pesquisa : Laboratoire Biodymia, Bourg-en-Bresse, França  
Vinculado à bolsa:16/11182-0 - Bioprospecção de compostos antioxidantes na fauna acompanhante da pesca demersal e uso dessas biomoléculas como nutracêuticos na aquicultura, BP.DR
Assunto(s):Hidrolisados de proteína   Antioxidantes   Pesca   Camarão   Ubatuba (SP)

Resumo

A fauna acompanhante da pesca camaroeira é um dos principais problemas da pesca de arrasto do camarão, uma vez que capturam acidentalmente milhares de toneladas de organismos não-alvo que são devolvidos ao mar mortos. Essa captura indiscriminada, causa um grande desequilíbrio ecológico nas áreas exploradas. Por outro lado, esse rejeito de pesca pode ser uma fonte abundante de proteína que poderia agregar valor a esse rejeito e se tornar um produto de interesse para as indústrias alimentícias. Assim, os objetivos deste projeto são investigar a atividade antimicrobiana e testar os diferentes tipos de métodos de microencapsulação em comparação com a eficiência de retenção da atividade antioxidante de hidrolisados proteicos obtidos das quatro espécies mais abundantes do bycatch, afim de agregar valor a esses animais descartados e minimizar o impacto negativo das pescarias de camarão no ambiente. As quatro espécies serão coletadas na região de Ubatuba, em São Paulo, Brasil, por meio de rede de arrasto com o auxílio de um barco de pesca comercial de camarão. O processo de hidrólise será iniciado utilizando duas enzimas comerciais. Os hidrolisados serão levados para o laboratório de Bioengenharia e Dinâmica Microbiana em Interfaces Alimentares (BIODYMIA) da Universidade de Lyon, na França, onde será analisada a atividade antimicrobiana nos hidrolisados proteicos. Adicionalmente, o efeito da microencapsulação dos hidrolisados pela coacervação do complexo de pectina e subsequente secagem por atomização sobre a atividade antioxidante e atividade antimicrobiana será avaliado. Os resultados serão discutidos sob a assistência do supervisor, Prof. Dr. Adem Gharsallaoui, que é especialista em interações proteínas/polissacarídeos, embalagens antimicrobianas, biopolímeros e microencapsulação e liberação controlada de alimentos ativos. Esta oportunidade de estágio permite o estabelecimento de uma parceria internacional com o Prof. Dr. Adem Gharsallaoui e irá melhorar a perspectiva científica e a rede do estudante de doutorado. Além disso, o aluno de doutorado terá o conhecimento de uma nova técnica e será capaz de transferir esse conhecimento para o Centro de Aquicultura e para os colaboradores brasileiros serem capazes de iniciar um novo campo de pesquisa.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.