Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação do possível papel profilático da cetamina na ansiedade induzida pela derrota social em camundongos

Processo: 18/12611-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de setembro de 2018
Vigência (Término): 31 de outubro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia - Neuropsicofarmacologia
Pesquisador responsável:Cleopatra da Silva Planeta
Beneficiário:Natália Urel Carneiro
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCFAR). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Assunto(s):Labirinto em cruz elevado   Ansiedade   Modelos animais de doenças

Resumo

Diversas evidências na literatura já demonstraram os efeitos deletérios que o estresse agudo ou crônico pode desencadear em indivíduos. Os surgimentos da depressão e do transtorno de ansiedade são possíveis consequências destes efeitos. A derrota social (DS) é um modelo animal que pode ser utilizado para se investigar o efeito do estresse agudo ou crônico sobre os comportamentos relacionados à ansiedade em camundongos submetidos ao labirinto em cruz elevado (LCE). Recentemente, a cetamina tem sido investigada como alternativa aos tratamentos clássicos da depressão e do transtorno de ansiedade, como os inibidores seletivos da receptação de serotonina. Há evidências de que este antagonista do receptor glutamatérgico do tipo NMDA possua efeito profilático na clínica e em modelos animais de depressão induzida pelo estresse de DS. Entretanto, o papel preventivo da cetamina em modelos animais de ansiedade induzida pelo estresse de DS ainda não está bem elucidado. Diante das evidências da literatura, a hipótese desta proposta é de que a cetamina possua efeito profilático na alteração de comportamentos do tipo ansioso em camundongos socialmente derrotados e expostos ao LCE. Assim, o objetivo desse projeto de pesquisa é investigar se a cetamina (i.p.) nas diferentes doses (1, 10 ou 100 mg/Kg) previne os efeitos do estresse de uma única e/ou de cinco derrotas sociais em camundongos submetidos ao LCE. Para isso, no primeiro experimento, camundongos machos pesando entre 30 e 40 g serão distribuídos em 8 grupos experimentais e tratados com salina ou cetamina (1, 10 ou 100 mg/Kg). Após 24 h, metade dos animais passará por uma única sessão de estresse de DS. Após cinco minutos, os animais dos 8 grupos serão submetidos ao LCE. O segundo experimento será similar ao primeiro, no entanto, os sujeitos serão submetidos a cinco dias alternados de estresse de DS e serão expostos ao LCE cinco minutos após a última sessão de DS.