Busca avançada
Ano de início
Entree

Modelagem integrada e impactos econômicos de opções de baixo carbono para o setor de transportes no estado de São Paulo

Processo: 18/17714-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2018
Vigência (Término): 30 de setembro de 2020
Área do conhecimento:Interdisciplinar
Convênio/Acordo: BG E&P Brasil (Grupo Shell)
Pesquisador responsável:Edmilson Moutinho dos Santos
Beneficiário:Régis Rathmann
Instituição-sede: Instituto de Energia e Ambiente (IEE). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:14/50279-4 - Brasil Research Centre for Gas Innovation, AP.PCPE
Assunto(s):Planejamento energético

Resumo

No âmbito da Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Mudança do Clima (UNFCCC), durante a 21ª Conferência das Partes (COP21), foi aprovado o Acordo de Paris para reduzir emissões de gases de efeito estufa (GEE), com o objetivo de conter o aumento da temperatura média global em menos de 2°C acima dos níveis pré-industriais, além de envidar esforços para limitar esse aumento a 1,5°C. Nesse Acordo, o país assumiu o compromisso de adotar medidas para redução das emissões de GEE por meio de uma Contribuição Nacionalmente Determinada (NDC). A NDC brasileira contém o compromisso de reduzir as emissões de GEE em 37% em 2025 e 43% em 2030, tendo por referência o ano de 2005. O cumprimento das metas demandará significativa melhoria da infraestrutura e eficiência energética associada ao setor de transportes. Sendo o estado de São Paulo o mais representativo em termos das nacionais emissões de GEE deste setor, é relevante avaliar possibilidades de abatimento de emissões nos diferentes modais de transporte. Nesse sentido, objetiva-se modelar possibilidades e impactos da implementação de opções de baixo carbono no setor, que deverão abranger eficientização energética, mudança modal e substituição de combustíveis. Serão mensurados custos abatimento e impactos econômicos da adoção das atividades de baixo carbono no estado de São Paulo, para o que se propõe uma modelagem hibrida, por meio de soft-link entre ferramentas econômica, energética e de uso e mudanças no uso do solo (LULUCF).

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.