Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise da participação da maquinaria ESCRT no ciclo replicativo do Vírus Zika em células humanas

Processo: 18/19469-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de outubro de 2018
Vigência (Término): 30 de setembro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia
Pesquisador responsável:Luis Lamberti Pinto da Silva
Beneficiário:Gustavo Kazuo Silva Yamada
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:14/02438-6 - Estudos com Bunyaviridae causadores de doença, AP.TEM
Assunto(s):Virologia   Fisiopatologia   Vírus Zika   Flavivirus   Interações vírus-célula   Replicação viral   Antivirais   Mecanismos moleculares de ação farmacológica   Maquinaria

Resumo

O vírus Zika (ZIKV) é um arbovírus pertencente à família Flaviviridae, que apresenta relação com outros vírus da família, como o vírus da febre amarela e o vírus da dengue (DENV). Relatado na literatura científica inicialmente como um vírus relacionado a uma doença de sintomas brandos e autolimitação, recentemente casos de infecção pelo ZIKV foram correlacionados com casos de microcefalia e síndrome de Guillain-Barré, assim como a detecção de ZIKV nos fluidos amnióticos de gestantes, nos tecidos de cérebro de fetos microcéfalos, o que levou à atribuição de propriedades neurotróficas ao ZIKV. No entanto, embora muito se questiona e deseja conhecer sobre esse vírus e sua fisiopatologia, pouco se sabe sobre sua dinâmica intracelular e os mecanismos moleculares envolvidos na entrada, montagem e replicação do vírus em células humanas. A montagem viral é um processo conservado entre os vírus da família Flaviviridae e, portanto, apresenta-se como um alvo promissor para terapia antiviral. Nesse sentido componentes dos ESCRTs (Endosomal Complexes Required for Transporte) tem sido recentemente implicados na montagem de alguns Flavivirus. Porém as bases moleculares do sequestro desta maquinaria pelos Flavivirus, bem como, seu envolvimento específico na replicação de ZIKV não são conhecidos. Este trabalho tem como objetivo identificar a importância da proteína Tsg101, uma subunidade de ESCRT-I das células alvos do vírus em seus processos de replicação, por meio do silenciamento dessa proteína e a visualização de seus efeitos após a infecção.