Busca avançada
Ano de início
Entree

Ecologia de tatus em uma paisagem heterogênea do Cerrado paulista: ocupação e partição do espaço

Processo: 18/15793-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de outubro de 2018
Vigência (Término): 30 de setembro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia - Zoologia Aplicada
Pesquisador responsável:Rita de Cassia Bianchi
Beneficiário:Mateus Yan de Oliveira
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Jaboticabal. Jaboticabal , SP, Brasil
Assunto(s):Mastozoologia   Ecologia de cerrado   Ecossistemas de cerrado   Biogeografia   Distribuição espacial   Habitat   Nicho   Tatus

Resumo

A distribuição espacial das espécies em uma paisagem pode ser afetada por diferentes fatores entre eles outras espécies. Para ter acesso a recursos importantes e diminuir a competição, as espécies geralmente apresentam sobreposição ao longo de um eixo do nicho e mostram diferenças no uso de um recurso ao longo de outro eixo. Os tatus são animais de tamanho corporal e hábitos de vida semelhantes, como a dieta insetívora e o padrão de atividade noturno sendo então excelentes modelos para estudos sobre partição de recursos. Para favorecer a coexistência, espera-se que os tatus segreguem em algum aspecto do nicho ecológico. Nossos objetivos serão: (1) avaliar a sobreposição espacial e (2) conhecer os fatores que podem afetar a ocupação de duas espécies de tatu, Cabassous tatouay e Dasypus novemcinctus, no Parque Estadual das Furnas do Bom Jesus (PEFBJ) e no seu entorno. Os dados foram coletados por meio de armadilhas fotográficas em 60 pontos amostrais, distribuídos de forma sistematizada em toda área. A ocupação das espécies na paisagem será avaliada levando em consideração as co-variáveis que podem ter efeito, tais como os recursos vegetacionais e hídricos e a presença de animais exóticos (cães, gatos e javali). Para cada espécie de tatu, a outra espécie concorrente também será utilizada como co-variável. Por meio de seleção de modelos será possível entender como ocorre a partição espacial e quais variáveis favorecem a ocupação das duas espécies de tatus mais registradas no PEFBJ. Esses resultados são de grande importância para implementação de medidas de conservação e para o avanço no conhecimento desses animais que são pouco estudados.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Bolsista da FAPESP recebe prêmio em congresso de mastozoologia  
Bolsista da FAPESP recebe prêmio em congresso de mastozoologia  

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
BIANCHI, RITA DE CASSIA; OLIFIERS, NATALIE; RISKI, LETICIA LUTKE; GOUVEA, JESSICA ABONIZIO; CESARIO, CLARICE SILVA; FORNITANO, LARISSA; ZANIRATO, GISELE LAMBERTI; DE OLIVEIRA, MATEUS YAN; RODRIGUES DE MORAIS, KIMBERLY DANIELLE; ALVES RIBEIRO, RENAN LIETO; D'ANDREA, PAULO SERGIO; GOMPPER, MATTHEW E. Dog activity in protected areas: behavioral effects on mesocarnivores and the impacts of a top predator. EUROPEAN JOURNAL OF WILDLIFE RESEARCH, v. 66, n. 3 APR 6 2020. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.