Busca avançada
Ano de início
Entree

Relação adaptativa pólen-flor-polinizador: variações morfológicas e importância taxonômica em espécies de Gesnerioideae (Gesneriaceae)

Processo: 18/01569-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de novembro de 2018
Vigência (Término): 30 de novembro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Botânica - Morfologia Vegetal
Pesquisador responsável:Eduardo Custódio Gasparino
Beneficiário:Cintia Neves de Souza
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Jaboticabal. Jaboticabal , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):18/24345-0 - Herbário de referência em Gesnerioideae (Gesneriaceae):visita e coleta de material polínico e floral, BE.EP.DR
Assunto(s):Palinologia   Gesneriaceae   Morfometria   Botânica (classificação)   Pólen   Polinização   Microscopia

Resumo

Serão estudados os grãos de pólen e as flores de alguns gêneros representativos das tribos e subtribos de Gesnerioideae, sendo eles: Anetanthus Hiern ex Benth. & Hook.f., Asteranthera Hansl., Bellonia L., Besleria Plum. ex L., Coronanthera Vieill. ex C.B.Clarke, Depanthus S.Moore, Diastema Benth., Drymonia Mart., Episcia Mart., Gasteranthus Benth., Gesneria L., Mitraria Cav., Napeanthus Gardner, Negria F.Muell., Paliavana Vell. ex Vand., Phinaea Benth., Rhabdothamnus A.Cunn., Sinningia Nees, Sphaerorrhiza Roalson & Boggan, Titanotrichum Soler. e Tylopsacas Leeuwenb. O objetivo do presente trabalho é caracterizar e descrever a morfologia dos grãos de pólen, assim como, detectar a presença de pollenkitt e outras substâncias (lipídios, polissacarídeos, ácidos e proteínas), além de analisar variações da morfologia das flores de Gesnerioideae, fornecendo dados polínicos e florais detalhados para as espécies que compõem os principais clados desta subfamília, e assim, compreender as possíveis relações co-adaptativas no estabelecimento de síndromes de polinização. Os grãos de pólen serão acetolisados, medidos e fotografados sob microscopia de luz. A ornamentação da exina e a ocorrência de pollenkitt e outras substâncias serão analisadas em microscopia eletrônica de varredura e de transmissão. Além disso, serão realizadas análises morfométricas florais. Os dados quantitativos receberão tratamento estatístico adequado ao tamanho das amostras e serão submetidos a uma análise multivariada para identificar quais caracteres polínicos e florais são importantes na distinção dos grupos. Os dados qualitativos serão descritos e agrupados em tipos polínicos. Todos os caracteres analisados serão utilizados para a caracterização das espécies, compreensão da evolução do pólen e da flor, bem como a inter-relação com seus polinizadores. (AU)