Busca avançada
Ano de início
Entree

O Consenso de Washington versus o consenso de Beijing: as inserções internacionais dos EUA e da China pelas vias alternativas ao sistema multilateral de comércio

Processo: 18/12125-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2018
Situação:Interrompido
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Ciência Política - Política Internacional
Pesquisador responsável:Yi Shin Tang
Beneficiário:Leonardo Diniz Lameiras
Instituição-sede: Instituto de Relações Internacionais (IRI). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):19/18421-9 - Os Estados Unidos e a China nos meios alternativos ao sistema multilateral de comércio: uma abordagem construtivista para as causas estruturais da governança bifurcada do comércio global, BE.EP.DR
Assunto(s):Relações internacionais   Governança   Comércio exterior   Comércio internacional   Estados Unidos   China   Século XXI

Resumo

Este projeto de pesquisa tem como propósito central explicar de que modo a agência dos EUA e da China, por intermédio de suas políticas de comércio exterior adotadas nos quinze primeiros anos do século XXI, contribuíram para o que a literatura especializada vem qualificando como a coexistência de dois sistemas de governança para o comércio global. Para tanto, em consonância com os postulados do construtivismo sociológico que se afiançam na inexistência de antecedência ontológica entre agente e estrutura, objetiva-se ir além da explicação que se fundamenta nos condicionantes sistêmicos da nova estrutura do comércio internacional - as cadeias globais de valor -, a fim de elucidar como as práticas reiteradas das duas maiores potencias comerciais também constituem fatores explicativos do mesmo fenômeno em apreço. De acordo com as hipóteses a serem testadas, de 2001 a 2016, as políticas de comércio exterior dos EUA apresentaram-se como variável explicativa para a mudança no regime internacional, ao passo que as políticas de comércio exterior da China constituíram variável explicativa para a preservação do tradicional regime internacional de comércio. No estudo comparado proposto, a comprovação empírica será realizada tanto por intermédio da criação de um índice de Jaccard, para comparar o conteúdo de acordos comerciais, quanto por meio da análise dos discursos dos encarregados com a formulação das principais diretrizes e metas das políticas de comércio exterior de ambos os países. (AU)