Busca avançada
Ano de início
Entree

Óbito fetal: análise de fatores angiogênicos e anti-angiogênicos e autópsia minimamente invasiva

Processo: 18/19592-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2018
Vigência (Término): 30 de setembro de 2021
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Saúde Materno-infantil
Pesquisador responsável:Rossana Pulcineli Vieira Francisco
Beneficiário:Luciana Duzolina Manfre Pastro
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:16/07765-0 - Mortalidade fetal: desafios do conhecimento e da intervenção, AP.TEM
Assunto(s):Obstetrícia   Autópsia minimamente invasiva

Resumo

Uma questão nuclear no estudo da mortalidade fetal tem sido a dificuldade de determinação das causas de morte. Dificuldades culturais relacionadas à realização de necropsias em fetos contribuíram para que tenham sido adotados em diversos países diferentes protocolos para estabelecer a causa de morte, que se apoiam principalmente nas informações provenientes de prontuários médicos. Nessas condições, proporção não desprezível dos óbitos permanece como indeterminados. Estudo multicêntrico americano com realização de autópsia identificou como principais causas de morte fetal as condições obstétricas desfavoráveis, presença de anormalidades placentárias e genéticas fetais, presença de infecções maternas, anormalidades do cordão umbilical e doença hipertensiva materna. A realização rotineira de investigações detalhadas dos casos de óbito fetal, incluindo análise da placenta e necropsia do feto, tem sido recomendada para os países de renda alta. No entanto, pouco é conhecido sobre fatores maternos e placentários que poderiam mediar à ocorrência de óbitos fetais no Brasil e mais especificamente no município de São Paulo. Portanto, este projeto visa caracterizar fatores angiogênicos e anti-agiogênicos expressos na interface materno-fetal e correlacioná-los a ocorrência de óbito fetal e comparar a autópsia minimamente invasiva com autópsia convencional para diagnóstico da causa do óbito fetal.